Se você lê notícias, acessa internet ou acompanha os jornais televisivos deve ter ouvido falar muito em Avatar 3D (com um destaque bem grande na palavra “3D”).

O assunto do momento é tudo que tem relação com 3D, porque parece que o público realmente quer algo novo, mesmo que o novo já seja algo velho. Os jogos e filmes em 3D não são recentes, pois se você lembrar bem já houve muita coisa em três dimensões nos cinemas e até em casa.

A grande diferença do 3D atual, basicamente, está na tecnologia empregsada para a obtenção e apresentação das imagens. Quem vivenciou o momento 3D dos cinemas dos anos 2000 deve lembrar-se dos óculos de papel com “lentes” de cores diferentes. Sendo assim, o que mudou basicamente foi o método como tudo acontece e é visualizado. Mas afinal, será que agora realmente o 3D vai deslanchar?

O Baixaki foi a fundo e descobriu muitos detalhes quanto ao 3D. Entramos em contato com algumas das maiores fabricantes de televisores do mundo e obtivemos respostas definitivas. Hoje você vai saber como tudo deve acontecer daqui para frente e também como você, consumidor, fica nessa história.

Existe a necessidade de novos televisores?

São tantos boatos rolando na internet, que ninguém sabe no que acreditar. Alguns dizem que os televisores de LCD, plasma e LED são perfeitamente capazes de trabalhar com conteúdo 3D, independente de qualquer atualização de hardware. Outros dizem que existe sim a necessidade de uma atualização na tecnologia interna das televisões.

Ao que tudo indica, seria possível sim reproduzir imagens e vídeos em 3D com televisores LCD comuns, mesmo aqueles que utilizam a taxa de atualização de 60 Hz (quadros por segundo). Se pararmos para analisar, o cinema funciona com 24 Hz e consegue reproduzir filmes em 3D sem qualquer desconforto.

A Samsung lancará vários modelos de TVs 3D

Além disso, os filmes gravados em discos de Blu-ray também são reproduzidos com uma taxa de 24 Hz. Isso faz todos pensarem: de que adianta uma televisão com 120 Hz (no caso das TVs 3D) se os filmes não são executados nem com metade dos quadros?

Ao que tudo indica, realmente não haveria necessidade de novos televisores, pois com uma modificação nos aparelhos que reproduzem Blu-ray já seria possível assistir a filmes em 3D. Contudo, estamos aguardando um pronunciamento da LG quanto ao assunto e assim que tivermos uma resposta definitiva, iremos atualizar o artigo!

Funcionamento do 3D nos cinemas

Em síntese, qualquer tecnologia 3D funciona graças à percepção do nosso cérebro em capturar e processar diferentes imagens em cada olho. Como assim? Quando você foi ao cinema assistir a Avatar 3D, o que fez toda a magia não foi apenas a tela e os óculos. Seu cérebro é o principal responsável por fazê-lo pensar que as imagens “saem” para fora da tela.

Existem alguns tipos de tecnologia 3D, sendo que de maneira geral todas produzem o mesmo efeito. No cinema são utilizados filmes com 24 quadros por segundo, mais do que suficiente para nos enganar e pensarmos que as imagens estão em movimento. Com a tecnologia 3D utilizada atualmente, as imagens do cinema ficam dobradas, mas não ganham mais quadros ou velocidade.

Se você foi um dos curiosos que tentou ver as imagens de Avatar 3D sem os óculos, deve ter percebido que o 3D do cinema é um composto de imagens dobradas (as quais se sobrepõem e formam um filme duplicado, como se a mesma imagem fosse deslocada alguns pixels na diagonal).

Isso ocorre porque a tecnologia utilizada nos cinemas funciona graças à captura do filme, que é realizada de dois ângulos diferentes. Em algumas câmeras o conteúdo obtido pelas lentes é mesclado automaticamente, mas os editores preferem realizar o trabalho manualmente para que o efeito seja mais real.

Salas de cinema e IMAX ficam lotadas com novos filmes em 3D

Sala IMAX fotografada por Anna Zahalka

Funcionamento do 3D nas novas televisões

Como já citamos acima, os televisores 3D não são baseados na tecnologia cinematográfica, portanto as fabricantes criaram um novo método para exibir imagens tridimensionais. Para tanto, a TV possui um chip que processa os quadros de um filme separadamente. Por exemplo, se seu aparelho Blu-ray está rodando um filme 3D, a TV interpreta os quadros da direita e da esquerda separadamente.

Obviamente, somente a TV exibir estes quadros não é suficiente, por isso as fabricantes apelaram para novos óculos 3D. Os novos óculos possuem pequenas telas LCD, as quais projetam imagens alternadas para cada olho. Por exemplo: primeiramente os óculos exibem imagens para o olho direito e depois para o esquerdo — e assim sucessivamente.

Imagens saltando da tela requerem óculos especiais

Fonte: Reprodução site Samsung

Desse modo, nosso cérebro é enganado com o vídeo que está sendo transmitido e temos a sensação de que estamos vendo algo em três dimensões. Evidentemente, a magia não ocorre simplesmente como você leu, porque como os óculos utilizam lentes de cristal líquido é necessária uma sincronia perfeita com a imagem do televisor.

Para tanto, as fabricantes de televisores criaram as novas TVs, que trazem um chip interno para a sincronia das imagens. Este chip transmite (via infravermelho) qual imagem deve ser exibida para olho direito e para o esquerdo. O resultado é um 3D fantástico, mas que não chega superar o 3D dos cinemas.

Os óculos custam caro...

Se você leu bem o que está escrito acima, deve imaginar que os óculos com lentes de LCD não sejam nada barato. Acertou na mosca, por se tratar de uma tecnologia cara e miniaturizada ela tende a encarecer os produtos. A Samsung já anunciou no Brasil alguns kits de óculos, dentre os quais existem modelos com pilha e outros com bateria recarregável.

Cada fabricante com seus óculos

Claro que todo lucro é pouco e por isso as fabricantes criaram óculos diferentes para suas TVs. Desse modo, se você possui uma TV da marca X e consequentemente óculos da marca X, não poderá utilizar seus óculos na TV do seu amigo, que é da marca Y. Em teoria a culpa não é das fabricantes.

Uma pena que os óculos de papel não sejam úteis

Dispositivos externos com tecnologia 3D

Recentemente a Sony anunciou que ainda neste ano o Playstation 3 poderá rodar jogos em 3D e sem qualquer atualização na parte física (hardware) do produto. Segundo a fabricante japonesa, o PS3 já está pronto faz tempo para os jogos tridimensionais e basta uma atualização no firmware para que os jogadores aproveitem esta novidade fantástica. Especula-se que em meados do quarto ou quinto bimestre deste ano a Sony conceda essa alegria aos seus consumidores.

Aparelho Blu-ray 3D especial para executar os novos filmes

Assim como o Playstation 3 possui tal tecnologia, qualquer outro dispositivo devidamente equipado com um CPU específico para o processamento de jogos e vídeos 3D pode enviar imagens tridimensionais para qualquer televisor. Obviamente até o momento não há muitos dispositivos capazes de criar e trabalhar com jogos e filmes 3D, mas em breve muitas fabricantes vão lançar seus players para reprodução de conteúdo tridimensional.

Jogos

Enquanto os televisores 3D estão chegando às prateleiras de todo o mundo, os monitores 3D já existem há algum tempo. A Samsung lançou seu monitor 3D muito antes de existir algum jogo próprio para tal recurso. A NVIDIA não demorou muito e correu para criar seus óculos tridimensionais, os quais funcionam apenas com monitores 3D (a mesma jogada dos fabricantes de TV). Mas agora ficam algumas dúvidas: será que compensa jogar em 3D? A diversão aumenta? Haverá jogos em 3D nos televisores também?

NVIDIA é pioneira na tecnologia 3D nos jogos para PC

Fonte: Reprodução site NVIDIA

A resposta depende de cada jogador, não sendo possível generalizar o quanto compensa ter jogos tridimensionais. Sem dúvida alguma a experiência é inovadora, mas ainda não é possível dizer que o 3D será o futuro dos games. Até porque somente o Playstation 3 tem previsões de suporte para jogos com a utilização de imagens 3D, portanto não é certeza de que as desenvolvedoras de games vão investir na tecnologia do console da Sony.

Falando em PS3...

Aproveitando esse especial sobre a tecnologia 3D nos televisores, gostaríamos de comentar a respeito da atualização no console da Sony. A fabricante está fazendo diversos anúncios e em um deles afirmou que no meio do ano o Playstation 3 terá suporte aos jogos 3D, inclusive quatro títulos foram anunciados com compatibilidade total ao novo recurso, são eles: Wipeout HD, Motorstorm: Pacific Rift, PAIN e Super Stardust HD.

Jogos em 3D? Com certeza! Filmes? Talvez não...

Quanto ao suporte para filmes tridimensionais no console não há novidades. Alguns sites reportam que há uma possibilidade de atualização para o fim do ano, mas por ora os jogadores terão de se contentar com os games em 3D. Talvez não haja reprodução de filmes 3D no console devido a uma jogada de marketing, afinal a Sony vai querer vender seus Blu-ray players com a nova tecnologia.

Filmes

Alguns jogos já existem para computador, mas os filmes ainda estão limitados, porque a febre do 3D ainda não dominou nas residências. Enquanto nos cinemas as produtoras estão lançando versões 2D e 3D de longas-metragens, nas residências há escassez de conteúdo. A animação Monstros vs. Alienígenas é, possivelmente, o primeiro Blu-ray que será vendido no Brasil e terá compatibilidade com os novos televisores (a Samsung exibiu um kit com o filme e óculos 3D).

Filmes em 3D são raros

Anteriormente foram lançados alguns filmes com recursos 3D, mas não preparados para a nova tecnologia. Os mais antigos vinham com os óculos de papel, que forneciam uma experiência razoável, mas que em geral causavam muita dor de cabeça. Com as novas TVs 3D é provável que o número de títulos 3D aumente rapidamente, mas até lá os espectadores terão de se contentar com o conteúdo da Dreamworks.

Conteúdo para todos

Quem acompanha o Big Brother anualmente, deve ter visto que um dos participantes do programa ganhou uma TV 3D. Por sinal, o participante do programa é o primeiro proprietário de uma TV dessas aqui no nosso país — não que isso signifique muito. Afinal, ter uma televisão 3D sem ter conteúdo tridimensional para utilizar o recurso não é algo vantajoso.

O conteúdo ainda não é funcional, mas algumas emissoras — como a Band e a Globo — já testam programas para exibição em três dimensões. No caso da Band, a fórmula Indy deve ser exibida em 3D, enquanto que a Globo, possivelmente, vai transmitir a Copa do Mundo deste ano com a tecnologia 3D. Ainda não se sabe exatamente como vai ser a transmissão, pois não é possível utilizar o mesmo canal (faixa de frequência) para transmitir o conteúdo 2D e 3D, já que um sobrepõe o outro — o que atrapalharia muito os telespectadores que não possuem TVs 3D.

A sua TV por assinatura agradece!

Caso você seja o feliz assinante de uma das tantas TVs por assinaturas que existem no Brasil, talvez já deva saber dos maravilhosos e caríssimos planos que elas oferecem para disponibilizar canais com filmes e conteúdo em alta definição (HD ou High Definition). Agora pare e pense no que as TVs por assinatura não vão querer fazer para transmitir conteúdo em três dimensões.

Se você pensou na criação de novos pacotes, com preços ainda mais absurdos, acertou em cheio! Como a transmissão de conteúdo 3D vai demorar muito para entrar nos canais “abertos”, as empresas que oferecem o serviço de TV por assinatura não vão perder tempo. Claro que isso não é um problema tão grande, afinal, quem já pagou R$ 7 mil por uma TV 3D, não vai se importar em doar R$ 300 para a companhia de TV.

Atenção! Assistir a imagens em 3D pode gerar diversas reações

A comercialização dos televisores 3D ainda nem começou por aqui e ainda é recente em outros países, porém já existem diversos avisos em sites quanto a problemas diversos que as imagens tridimensionais podem ocasionar. Dentre as tantas reações possíveis estão: ataques epilépticos, alteração da vista, tontura, movimentos involuntários dos olhos, náuseas, convulsões, câimbras e desorientação.

Gestantes não devem assistir aos filmes 3D

Achou pouco? Então é bom saber que as TVs 3D não são recomendadas para idosos, gestantes ou sonâmbulos. Além disso, os pais devem tomar cuidado com o tempo que os filhos ficam expostos aos conteúdos tridimensionais, que pode ser altamente prejudicial à saúde. E claro que a Samsung, que divulgou tais instruções, não faria tal anúncio sem as devidas pesquisas. Portanto, é bom não arriscar em deixar seu avô assistir ao 3D durante muito tempo.

Confira a página (em inglês) que possui todas as especificações quanto aos cuidados necessários para assistir a TV 3D

Aproveite e adquira (ou não) a sua TV 3D por “apenas” R$ 7 mil!

Quem estava economizando para comprar uma TV 3D pode aproveitar o lançamento nacional da Fnac, que vai colocar modelos em exibição a partir de hoje (15 de abril). Contudo, a venda dos novos televisores só começará dentro de duas semanas, ou seja, você terá de esperar mais um pouco. Vale salientar que no Brasil a LG será a primeira a vender as TVs 3D, mas já há previsões de que a Samsung comece a vender suas televisões novas ainda em abril.

Televisor da Samsung chega em breve ao Brasil

Opinião do redator

Não entrando nos méritos de que é certo adotar uma nova TV ou de que é desnecessário, gostaria de salientar claramente alguns motivos pelos quais você deve e não deve adquirir uma TV 3D. Se você é um consumidor que escolhe muito bem seus produtos antes de adquiri-los, talvez você tenha um raciocínio na mesma linhagem que o meu.

Primeiramente, o momento não é propício para adquirir uma TV 3D, afinal, não adianta você ter uma tecnologia e não poder utilizá-la. Eu também não adquiriria a TV por um simples motivo: não compensa pagar tanto numa tecnologia que poderia ser muito mais barata. Aliás, ainda que diferente, a tecnologia 3D da NVIDIA é de altíssima qualidade e custa muito menos!

Como bom consumidor e viciado em tecnologia, não posso deixar de frisar que o 3D é sem dúvida fantástico. Se eu tivesse muito dinheiro, nem pararia para pensar, compraria logo um kit completo da Samsung, com direito a TV 3D, Blu-ray 3D e um punhado de óculos para todos da minha família utilizarem.

Agora, se você controla seus gastos e fica indignado com as jogadas que as empresas fazem para vender mais, talvez deva reconsiderar todo esse papo de 3D. Afinal, pode até ser o momento top do 3D, mas aqui no Brasil certamente não é!

Se você analisar bem, há pessoas que estão comprando uma TV CRT neste momento, outras estão pensando em comprar uma LCD, mas daí você que acabou de comprar (ou está pagando as parcelas da sua LCD) vai jogar o investimento “no lixo” só para adquirir uma com tecnologia 3D?

O importante neste momento é ter calma, ninguém vai morrer de ficar um tempo sem assistir ao conteúdo em 3D (ainda mais que não há conteúdo 3D nas emissoras). Assim como o Blu-ray, a tecnologia 3D vai demorar muito para predominar e até lá teremos muito tempo para analisar o quanto compensa investir nela e se o conteúdo realmente vale a pena.

E esperamos que as emissoras lancem conteúdos interessantes em 3D, afinal, apenas Big Brother no formato não seria tão legal para quem curte algo mais diferenciado. Claro que esta é apenas a minha opinião como redator e é totalmente voltada ao consumidor.

Qual sua opinião?

Bom, basicamente isso é o que o Baixaki pesquisou e concluiu sobre todo esse papo 3D. Avatar pode ter gerado muito lucro, mas isso não significa que o mesmo vai acontecer com os televisores 3D. Como ninguém é vidente, resta esperar. Enquanto isso aproveite seu espaço no Portal Baixaki e dê sua opinião!

Cupons de desconto TecMundo: