Desde criança vemos aqueles montes de filmes de ficção científica que se passam em tempos futuros.  Em “De Volta para o Futuro”, “Minority Report” e até “O Quinto Elemento”, há tecnologias impensáveis, exageradas e praticamente impossíveis.

Com todos esses filmes, tentamos imaginar como seria quando tivéssemos toda aquela tecnologia ao nosso alcance. É claro que a maioria dos objetos e da tecnologia em geral que aparecem nesses filmes são, de fato, excessivas. A maioria são coisas que existem hoje em dia, mas de maneira mais evoluída — como as televisões gigantescas.

Bem, carros voadores e teletransportes definitivamente não estão ao nosso alcance hoje em dia (apesar de estarmos quase no ano de “De Volta para o Futuro II”, que é 2015). Mas, como nem imaginávamos, várias outras tecnologias apareceram, como os gadgets (acessórios no estilo iPod, MP4 e Palm) e os celulares — todos cheios de funções que carregamos para todos os cantos.

Sendo assim, nada melhor do que conferir as tecnologias que estão aparecendo por aí. E é com este artigo que nós inauguramos um novo quadro no Baixaki: o de Novos Eletrônicos.

A revolução das TVs: Cinema 21:9

Prometendo revolucionar a maneira como conhecemos as televisões, a Philips lança em breve um novo produto-conceito no mercado: a televisão no formato 21:9. Se você não entendeu: o formato das TVs convencionais era 4:3. É a relação da largura com a altura. E, recentemente, um novo formato vem se popularizando, que é o 16:9. Ou seja, é o formato das televisões widescreen.

É justamente aí que está a principal revolução da nova televisão da Philips. O seu formato vai muito além das televisões widescreen, pois ela tem a largura ainda maior (ultrawide). Com esse formato, a televisão consegue alcançar a proporção entre largura e altura de uma tela de cinema.

O fim das barras pretas

Você com certeza já deve ter reparado que os filmes que saem do cinema e vão à sua casa costumam ter barras pretas na parte de cima e de baixo. Isso ocorre justamente devido ao formato do cinema ser diferente, ser 21:9. Ao colocar um filme nesse formato em sua televisão, você tem a opção de ou cortar os lados e fazer com que o ele ocupe toda a tela, ou então assistir a ele com as barras pretas.

Comparação dos formatos.

Com o novo formato dessa televisão você não precisa se preocupar com isso, já que é exatamente o mesmo das telas de cinema. Você pode assistir ao filme aproveitando absolutamente tudo da imagem, sem cortar os lados e sem barras pretas na televisão.

Mais cores: Ambilight

Essa é uma tecnologia criada pela própria Philips para as televisões. Trata-se de uma espécie de luz que é produzida em volta do aparelho, criando efeitos de luzes coloridas que variam conforme o que está passando na televisão, segundo as cores, o brilho e o contraste.

Ambilight permite que você fique imerso na TV.

Segundo a Philips, o efeito permite que tenhamos a impressão de ter uma tela ainda maior, além de ficarmos mais imersos na “experiência” de assistir à televisão. O esforço visual feito com os olhos também diminui bastante, aumentando o conforto.

Qualidade na imagem

A televisão já traz recepção do sinal digital (não se sabe se é o mesmo que o Brasil usa), proporcionando ao menos transmissão HD (alta definição). Entretanto, o aparelho vai muito além dessa resolução, podendo atingir até 2560x1080 pixels — Full HD.

Qualidade de imagem com excelente resolução.

O sistema inteligente da televisão permite que a imagem seja suavizada sem perder nitidez e claridade na imagem. O tempo de resposta é de somente 1 milisegundo, trazendo movimentação impressionantemente natural.

Conexão online e em rede

Além de tudo, a Cinema 21:9 já vem com Wi-Fi, podendo conectar com serviços de televisão online (a maioria, infelizmente, indisponível no Brasil). Também é possível acessar o YouTube, vendo uma seleção dos melhores vídeos do site, assim como filmes direto do seu PC para ver na televisão. É tudo interligado.

Uma revolução para as televisões?

O controle remoto da criança.Definitivamente a televisão implanta um novo conceito, indo muito além das convencionais telas 4:3 (que já estão ficando para trás) e passando direto pelo padrão widescreen. A proporção cinematográfica do novo aparelho da Philips permite que tenhamos uma excelente experiência ao assistir a filmes.

A tecnologia Ambilight dá um efeito que realmente influencia enquanto se está assistindo à TV. É como se a imagem se estendesse. Só pelo fato de a resolução ser altíssima (FullHD) e o tempo de resposta  muito curto, já é possível dizer que a qualidade de imagem da TV é impressionante.

Se nós vivemos na Era da Informação, nada mais lógico do que tudo vir conectado. A televisão já traz suporte para conexões Wi-Fi para a internet e entre computadores da casa. Você faz tudo direto da TV e não depende de cabos.

Pontos negativos? Bem, nem tudo a que você assiste na TV vem na resolução HD, perdendo a qualidade drasticamente. Você precisará esquecer totalmente dos DVDs e utilizar somente HD-DVDs ou Blu-Rays para ter uma qualidade de imagem razoável. E, com o novo formato cinematográfico, você encontrará imagens esticadas (quando se adaptam à tela) ou com barras pretas nos lados.

Certamente, ao juntar cada um desses elementos, a TV é uma grande inovação. E como o próprio nome, sua principal inovação é sua principal característica. Agora só falta ver se o novo formato vai “pegar” e novas televisões serão fabricadas também nesse formato. Ainda não há preço estimado para o Brasil, mas deve chegar às alturas (pelo menos em seu lançamento).

Cupons de desconto TecMundo: