Pessoas que perdem documentos tem o dobro de chances de sofrer com fraudes. (Fonte da imagem: Reprodução/Diário Guaratuba)

O setor de telefonia no Brasil é o grande alvo dos criminosos que se dedicam a roubar e fazer uso de informações de outras pessoas. Segundo um estudo realizado pela Serasa Experian, foram identificadas 1,22 milhões de tentativas de fraude utilizando nomes e dados de outras pessoas. Os criminosos ativam linhas telefônicas e, com isso, conseguem criar contas em bancos, comprar bens e contratar serviços, deixando a conta para o verdadeiro dono no CPF fraudado.

Os números são relacionados apenas a 2013, sendo o terceiro ano em que a empresa realiza o estudo de acordo com as consultas de CPF em seus bancos de dados. Seguindo o setor de telefonia (42% dos casos), o setor de serviços em geral é o segundo colocado no ranking de empresas mais lesadas (31% dos casos).

Segundo os números da Serasa Experian, a cada 15 minutos, uma tentativa de fraude nesse sentido é feita no Brasil em todos os setores analisados pela empresa. Fora isso, foi identificado ainda que os criminosos costumam mesclar dados de várias pessoas em uma única identidade, a fim enganar empresas e deixar prejuízos.

Cupons de desconto TecMundo: