(Fonte da imagem: Thinkstock)

Uma das fraudes mais comuns e perigosas envolvendo tecnologia não depende de gadgets incríveis e hackers especialistas em informática: com a engenharia social, você “só” precisa ser simpático, saber mentir muito bem e contar uma boa história para enganar sua vítima. Um exemplo disso são ligações falsas, como falsos sequestros ou golpes em forma de propostas comerciais irrecusáveis.

A companhia norte-americana Pindrop Security está preocupada com esse tipo de fraude. A empresa atualmente busca um investimento de US$ 11 milhões para desenvolver um novo sistema de identificação que atribui a cada aparelho uma “impressão digital” com base na qualidade da ligação e no aparelho que realiza a chamada.

Com ele, é possível determinar se uma chamada é realizada de determinada cidade nos Estados Unidos ou de uma região que nada tem a ver com a ligação que você estava esperando, por exemplo. Ele ainda identificaria o tipo do aparelho, mesmo se for um serviço VoIP, como o Skype.

O truque do tal sistema é utilizar um banco de dados com 147 “assinaturas” de áudios em categorias como ruído, espectro e perda de som, o que permite à ferramenta criar uma identidade única para cada chamada. Segundo a Pindrop, o sistema é preciso em 90% dos casos até agora, mas seria usado inicialmente apenas por grandes empresas, demorando para chegar ao consumidor comum.

Cupons de desconto TecMundo: