Você sabe que o final do ano chegou por causa de alguns sinais: o especial do Roberto Carlos anunciado na TV, as brigas sobre uva passa no arroz e panetone contra chocotone, shoppings lotados e retrospectivas.

Como a gente não entra nos outros assuntos, o TecMundo preparou uma retrospectiva com um resumo do que aconteceu no Brasil e no mundo em 2017 — focando em assuntos que têm alguma relação com a tecnologia, claro. Você vai ver lançamentos de produtos, fatos bizarros, denúncias e muito mais.

E não foram poucas as novidades. Por isso, o compilado abaixo é um resumo, ou seja, deixamos vários acontecimentos de fora. Se você acha que algum feito foi deixado de lado e merece mais atenção, deixe o seu comentário que adicionamos a contribuição.

Janeiro

O ano começou com uma notícia ruim para os brasileiros: a internet banda larga teria limite de dados, assim como nos planos móveis. A declaração do ministro Gilberto Kassab mobilizou usuários e até a Anatel, que negou que o projeto avançaria. Atualmente, essa discussão está suspensa — mas espere ouvir mais sobre isso no ano que vem.

Gilberto Kassab.

O que voltou e foi bom é a boa e velha Nokia. A companhia finlandesa agora atua como uma marca sob a gerência da HMD Global e começou com alguns lançamentos bem interessantes: smartphones com Android.

Samsung também não folgou pós-Revéillon e apresentou dois novos modelos de smartphone: os intermediários Premium Galaxy A5 (2017)A7 (2017) no Brasil. Como o A8A8+ foram apresentados em dezembro deste ano, é possível que a chegada por aqui já em janeiro se repita em 2018.

Falando na sul-coreana, ela finalmente explicou oficialmente a causa das explosões no Galaxy Note 7. O problema estava no processo de produção das baterias, que causou defeitos que levavam aos incidentes.

Marissa Mayer.Marissa Mayer.

Uma das perdas que tivemos foi a do Yahoo!. A companhia foi oficialmente vendida para a Verizon e sofreu um desmembramento. Vários dos serviços devem continuar funcionando, inclusive sob o mesmo nome, mas essa ex-gigante da internet nunca mais será a mesma.

Com isso, a CEO Marissa Mayer também saiu do cargo.

E janeiro marca também edição anual da Consumer Electronics Show (CES). No evento deste ano, que contou mais uma vez com uma cobertura completa do TecMundo, foram vários os anúncios: LG K10, Samsung Odyssey, Acer Predator 21X, televisores de várias fabricantes, a vergonha da Faraday Future, o Huawei Mate 9 e muito mais. Confira aqui toda a lista.

Fevereiro

Tem evento de grande porte também em fevereiro. No caso, é o Mobile World Congress (MWC), em Barcelona. A equipe do TecMundo que foi até lá conferiu grandes lançamentos na área de dispositivos móveis: Moto G5 e Moto G5S, LG G6, os novos Nokia (incluindo a versão repaginada do 3310), o Xperia XZ Premium, o Galaxy BookBlackBerry KeyOne e muito mais.

O Nokia 3310O Nokia 3310 renovado.

Além disso, finalmente a segunda geração de monstrinhos chegou ao Pokémon GO. A base de usuários caiu bastante e a chegada de mais dezenas de criaturas deu um gás no game da Niantic.

Balançando o mercado de hardware por todo o ano, a AMD deu a partida nas disputas de mercado com a linha de CPUs Ryzen 7, que inclusive entrou em pré-venda no Brasil no mesmo mês.

Um processador.

E tem também um pouco de descontração. Uma falha de segurança do sistema de matrículas do Enem permitiu que invasores cadastrassem alunos em cursos que eles não tinham feito — tipo Produção de Cachaça. O Inep resolveu o caso, mas não admitiu a brecha.

Março

Em março, o mundo dos games vive um grande impacto. A Nintendo acaba com todas as desconfianças ao lançar o console Switch, que conquista o público com The Legend of The Zelda: Breath of the Wild logo de cara. O aparelho vai vender muito bem ao longo do ano.

Nintendo Switch.

Ainda no setor, a fabricante MadCatz declara falência e encerra atividades, colocando fim em um belo legado de acessórios gamers. Porém, um plot twist: tudo indica que ela pode estar voltando em 2018.

Entre lançamentos, dois destaques. O primeiro é o ZenFone 3 Zoom no Brasil, um lançamento que trouxe câmera dupla e bateria de longa duração. O segundo é com certeza o de maior destaque: nada menos que os Galaxy S8 e S8+.

O aparelho foi bastante elogiado por recursos como a ausência de bordas na tecnologia Infinity Screen e a assistente pessoal Bixby.

Por outro lado, a Uber não teve motivos para comemorar. Foi em março que começaram os problemas corporativos da empresa. Em meio a denúncias de assédios, luta de motoristas por direitos e mais. Vários executivos abandonaram o barco e o CEO, Travis Kalanick, foi afastado até deixar o cargo em definitivo em junho.

Travis KalanickTravis Kalanick, ex-CEO da Uber.

Quem também não teve vida fácil foi a Apple. No final do mês, o grupo hacker Turkish Crime Family afirmou que tinha posse de 300 milhões de contas da empresa, pedindo US$ 75 mil em criptomoedas para não apagar todos os dados. O caso foi resolvido nos bastidores — não se sabe se tudo não passou de um blefe ou se a Maçã de fato efetuou o pagamento.

Abril

Abril foi um mês cheio de esquisitices. O primeiro dia do ano já é dedicado a brincadeiras e bizarrices: no Dia da Mentira, a Netflix lançou conteúdo adulto, a Google soltou vários produtos falsos e o Duolingo abriu uma aula de emoji. Confira aqui as melhores.

Começando com o mundo real, o Brasil parou para acompanhar o caso do "Menino do Acre". Bruno Borges simplesmente sumiu, deixando escritos criptografados, uma estátua e muito mistério sobre o seu paradeiro.

Uma montagem.

O final da história não é nada perto do que tanto fantasiávamos, mas essa novela deu o que falar.

Além disso, a brincadeira da Baleia Azul começou a se proliferar. Aparentemente um fake news trazido da Rússia, o jogo em que criminosos via mensageiros ou redes sociais desafiam crianças a cumprirem desafios que podem levar ao suicídio chegou a fazer vítimas no Brasil e preocupou pais e professores.

Uma montagem.

Mas vamos falar de coisa boa? A Microsoft apresentou o Creators Update para o Windows 10. Essa atualização fez mudanças na interface, melhorou o Menu Iniciar, adicionou o Modo Jogo e o Paint 3D.

Maio

Em maio, o assunto que dominou o noticiário foi o ransomware WannaCry. O sequestro de computadores de pessoas e empresas inteiras ao redor do mundo com resgate pedido em bitcoin. Ele foi neutralizado depois de três dias por um hacker e ainda não foi inteiramente solucionado — a Coreia do Norte é a principal suspeita de ser a mandante.

Uma janela de computador.O WannaCry atuando.

Fora isso, a fabricante taiwanesa HTC apresentou o smartphone U11. Como destaque, o modelo traz laterais "apertáveis" que possuem funções pré-configuradas pelo usuário.

YouTube ganhou um "tapa" no visual bem caprichado, ficando mais parecido com o estilo Material Design dos serviços da Google. O Modo Noturno foi uma das adições mais comemoradas.

Uma janela de computador.

Só que o Brasil ficou de luto no mês. O motivo? O histórico Orkut saiu definitivamente do ar, com o arquivo de comunidades sendo apagado com todos os jogos, pérolas e postagens, deixando muitas saudades.

Junho

Em junho, variações do ransomware WannaCry deram mais dor de cabeça para muita gente. O Petya e o Cryptolocker tinham modos de operação bem parecidos com pagamentos pedidos em bitcoin e muito provavelmente se originaram na Rússia.

Mudando de assunto, o Brasil recebeu novos smartphones da Motorola: o Moto Z2 Play e a dupla de menor custo E4 e E4 Plus.

Um smartphone.O Moto Z2 Play.

No mundo dos games, duas boas novidades. A Nintendo revelou o aguardado Super Nintendo Mini com grande acervo de clássicos e um design bastante nostálgico. Do lado da Microsoft, o ainda chamado "Project Scorpio" finalmente ganhou especificações técnicas, data de lançamento e um nome — Xbox One X.

Um console de video-gameO poderoso Xbox One X.

O resto do mês foi praticamente da Apple. A empresa sediou mais uma vez o evento Worldwide Developers Conference (WWDC) e lá revelou o iOS 11. Além disso, em 29 de junho foram comemorados os 10 anos do lançamento do primeiro modelo de iPhone.

E a febre do momento? Os fidget spinners, que muita gente nem sabia para que serviam, mas que viraram febre e eram vendidos a cada esquina no Brasil.

No momento em que essa retrospectiva está no ar, quase não se vê mais deles por aí.

Julho

Saem os spinners, entra o Sarahah. O polêmico app que deixa você enviar recados anônimos no "mural virtual" de uma pessoa foi uma febre de downloads.

Uma logoO Sarahah sumiu, mas fez muito barulho quando apareceu.

Além disso, muita gente ficou apreensiva por conta da invasão de hackers aos servidores da HBO. Os criminosos vazaram dados pessoais de funcionários e até roteiros de episódios ainda não exibidos de séries.

As invasões aconteceram bem na época em que era exibida a temporada de Game of Thrones.

A Motorola, que lançou bem mais smartphones que o normal em 2017, voltou aos holofotes com o Moto Z2 Force. Do outro lado da moeda, o Windows Phone 8.1 deixou de receber suporte oficial da Microsoft, dando todo o espaço para o Windows 10 Mobile brilhar.

Por fim, o TecMundo começou a acompanhar um vazamento de senhas de sites nacionais de eCommerce. Especialmente no segundo semestre, esse tema ficou cada vez mais recorrente — o que é péssimo para o brasileiro.

Agosto

Agosto foi um mês de três apresentações de peso na área de smartphones. O primeiro é o Essential Phone, aguardado modelo de estreia de Andy Rubin. Ele é considerado o "pai do Android" e tentou alçar voos solos, mas o projeto não foi muito bem sucedido.

Um celular.O Essential Phone com seu criador.

O segundo é o Moto X4, com a Lenovo "revivendo" uma linha da Motorola que ficou um ano sem receber atualização. O terceiro é o Galaxy Note 8, que foi muito bem recebido — já sem qualquer preocupação por parte do público com segurança.

Para rodar em tudo isso, a Google acabou com o mistério e apresentou o Android Oreo, a versão 8.0 do sistema operacional móvel. No setor de vídeo, a Disney começou a divulgar os planos para entrar no setor de streaming, inclusive removendo alguns conteúdos da Netflix.

O Brasil ainda viveu em pânico com o "Gemidão do WhatsApp", que você nunca sabia quando viria em forma de áudio ou vídeo no mensageiro.

Teve gente até demitida por causa disso e criaram até um serviço que ligava para você só para mandar o famigerado som.

Setembro

Em setembro, depois de muita expectativa, finalmente a Apple revelou a nova geração do iPhone. E foram três de uma vez só! A atualização natural veio na forma do iPhone 8 e 8 Plus, enquanto o iPhone X é a edição comemorativa de dez anos, com mais funções e um visual totalmente modernizado.

Um celular.O iPhone X.

A Xiaomi, que é rainha na China e sempre incomoda as gigantes também em outros mercados, não ficou parada o ano inteiro. Nesse mês, foi a vez do Mi Mix 2 ser apresentado.

Ainda no mercado de telefonia, a Google comprou a divisão da HTC responsável pela produção das linhas Pixel e Pixel 2.

Essa foi considerada uma ótima jogada, já que era talvez a equipe mais competente da taiwanesa, que não anda muito bem das pernas no geral.

Outra venda foi a da lendária Toshiba, que se despediu de um de seus negócios mais poderosos e lucrativos: a divisão de chips e memórias. O comprador é um grupo cheio de empresas que inclui a Apple a Kingston. O motivo? Crise financeira por maus negócios feitos no setor de energia.

Uma câmera.A GoPro Fusion.

Além disso, a GoPro seguiu com lançamentos anuais ao apresentar a GoPro Hero6 Black, nova action cam do mercado. Só que ela não foi o único destaque dessa vez fica por conta da GoPro Fusion, a câmera 360º com várias tecnologias de pós-produção e edição.

Outubro

Em outubro, o mercado de smartphones fica por conta de novidades nacionais e internacionais. No Brasil, chega a família ZenFone 4 — mais especificamente o modelo normal, o 4 Selfie Pro, o 4 Selfie e o 4 Max. Lá fora, a Google lançou o Pixel 2 e o Pixel 2 XL. Os dois foram elogiados, mas a versão maior sofreu com vários problemas técnicos ao longo do ano.

Um celular.Os smartphones da segunda geração da família Pixel.

Falando em Brasil, o NuBank revolucionou ao virar um banco digital e apresentar a tão aguardada conta. O cartão virtual até foi lançado dois meses depois. Já a loja nacional da Amazon finalmente deixou de vender "só" livros e eBooks e passou a comercializar também eletrônicos (e posteriormente itens de casa e cozinha).

WhatsApp liberou uma função super aguardada: a de apagar mensagens já enviadas. Fica o aviso de que você deletou algo, mas pelo menos fotos e recados vergonhosos ou mandados errados não são mais lidos.

Uma captura de tela.As mensagens apagadas do WhatsApp salvaram muita gente.

Por fim, a polêmica regulamentação de apps de transporte (como Uber, Cabify e 99) até passou no Brasil, mas sem os pontos que poderiam até acabar com os serviços no país.

Novembro

Mês de Black Friday e Black Friday chinesa, com muitos descontos e uma cobertura massiva do TecMundo! Em novembro, os lançamentos de smartphones começam a rarear, mas a Razer ainda surpreendeu com o Razer Phone. Dedicado a games, ele foi bem recebido e deve começar uma nova tendência de mercado.

Tesla finalmente quebrou o silêncio e apresentou o caminhão semi-automático e elétrico Semi, que deve levar anos para sair, mas já está cheio de encomendas. A surpresa foi a segunda geração do Roadster, que quando for lançado deve bater recorde de velocidade no setor.

Um caminhão.O Tesla Semi.

Quem também se deu bem foi a Mozilla. O Firefox Quantum, atualização radical no navegador da raposa, deu um show de velocidade e converteu muitos usuários.

A partir deste mês e com incidência ainda maior em dezembro, o assunto do momento vira um só: criptomoedas. A bitcoin começa a disparar e a ser notada por muita gente que nem sabia que ela existia, trazendo ainda mais foco para Litecoin, Ethereum, IOTA e outras. O congelamento na Coinbase só deixou todo mundo ainda mais apreensivo.

Osama Bin Laden.Sim, ele tem a ver com tecnologia.

O momento bem humorado ficou por conta de Osama Bin Laden, mesmo anos após a sua morte. O computador do terrorista teve os arquivos divulgados pelo governo dos EUA e mostrou que ele curtia muitas coisas aleatórias, inclusive brasileiras.

Dezembro

Em dezembro, o TecMundo participou de uma matéria em parceria com o Fantástico sobre o roubo de cartões de crédito nos Correios e a venda de contas de eCommerce nas redes sociais e WhatsApp. O nosso superconteúdo você confere aqui.

Nos Estados Unidos, a neutralidade de rede foi derrubada e isso pode significar muitas mudanças nos pacotes de internet e nas ações da operadora por lá.

As leis norte-americanas podem influenciar mudanças no Brasil em 2018.

Por aqui, o que tivemos de novidade é o padrão RCS de mensagens por celular. Além disso, uma compra balançou o mercado: a da Disney adquirindo a divisão 21st Century Fox, o que inclui um enorme catálogo de filmes e séries.

Em termos de smartphone, a Samsung até lançou o Galaxy A8 (2018)A8+ (2018) para aquecer o mercado em janeiro.

Três smartphones.

Porém, o destaque mesmo é da Qualcomm, que revelou o processador mobile que estará nos principais tops de linha do ano que vem: o Snapdragon 845Já a Apple terminou o ano em baixa com a denúncia (e confirmação por parte da marca) de que ela baixa o desempenho de iPhones mais antigos para privilegiar a bateria.

...

E aí, qual foi o seu acontecimento favorito do ano? O que faltou na nossa retrospectiva? Deixe o seu comentário e até 2018!

Cupons de desconto TecMundo: