Oscar 2021: marcos, recordes e fatos da lista de indicados

3 min de leitura
Imagem de: Oscar 2021: marcos, recordes e fatos da lista de indicados
Imagem: Toby Canham/Getty Images
Avatar do autor

A lista de indicados ao Oscar 2021 trouxe algumas surpresas e nomes esnobados. Mas mais do que isso, as nomeações também garantiram recordes e fatos que irão mudar, para sempre, a história da cerimônia.

O poder das mulheres

Conhecido por ser predominantemente uma premiação masculina e branca, o Oscar 2021 trouxe gratas surpresas. Para as mulheres, é um ano de muitas primeiras vezes.

Fonte: Amanda Edwards/Getty ImagesFonte: Amanda Edwards/Getty ImagesFonte:  Amanda Edwards/Getty Images 

Durante seus 93 anos de história, a Academia nunca tinha nomeado dois nomes femininos para a categoria de Melhor Direção. Agora, temos Emerald Fennell (Bela Vingança) e Chloé Zhao (Nomadland) disputando o prêmio.

No caso de Fennel, ela também é a primeira mulher a ser indicada pelo seu filme de estreia como diretora.

Já Zhao quebrou outros recordes, como: primeira mulher de cor e chinesa a ser nomeada para Melhor Direção, primeira diretora feminina a também ser indicada por montagem e a primeira mulher a receber quatro indicações ao Oscar em um único ano.

Diane Warren é a primeira compositora a somar 12 indicações na categoria Melhor Canção Original. Neste ano, ela concorre com a música ‘Io Sì/I’m Standing With You’, do filme Rosa e Momo. Sua co-autora, Laura Pausini, é a primeira mulher italiana a concorrer ao Oscar.

A força dos negros

A lista de indicados de 2021 também contou com alguns marcos importantes para o povo negro.

Fonte: Netflix/ReproduçãoFonte: Netflix/ReproduçãoFonte:  Netflix/Reprodução 

Mia Neal e Jamika Wilson, de Voz Suprema do Blues, são as primeiras negras a serem indicadas ao prêmio de Melhor Maquiagem. O filme ainda conta com indicados negros para Melhor Ator (Chadwick Boseman) e Melhor Atriz (Viola Davis), sendo apenas a terceira vez que isso acontece.

Pela primeira vez na história do Oscar, um filme (Judas e o Messias Negro) possui uma equipe de produção formada apenas por negros.

Com a sua indicação ao prêmio de Melhor Atriz, Viola Davis agora é a atriz negra com mais nomeações ao Oscar. Davis foi quatro vezes nomeada, duas como principal e duas como coadjuvante. Antes empatada com Octavia Spencer, a atriz também é a primeira atriz negra a ser indicada mais de uma vez ao maior prêmio de atuação da noite.

Fonte: Paramount Pictures/ReproduçãoFonte: Paramount Pictures/ReproduçãoFonte:  Paramount Pictures/Reprodução 

A presença de Viola Davis e Andra Day (United States vs. Billie Holiday) na mesma categoria também marca um novo recorde. Desde 1972, que duas mulheres negras não são nomeadas ao mesmo tempo para a categoria de Melhor Atriz.

Pela primeira vez na história do Oscar, o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante será disputado por três negros, Daniel Kaluuya e LaKeith Stanfiel por Judas e o Messias Negro e Leslie Odom Jr. por Uma Noite em Miami.

O ano da diversidade

Além de todos os marcos mostrados até agora, o Oscar 2021 ainda conta com mais momentos que vão ficar marcados na história.

Fonte: A24/ReproduçãoFonte: A24/ReproduçãoFonte:  A24/Reprodução 

O longa Minari garantiu vários milestones para a premiação. Christina Oh agora é a primeira mulher de origem asiática a receber uma indicação para Melhor Filme. Steven Yeun é o primeiro asiático nomeado para Melhor Ator e Youn Yuh-Jung é a primeira coreana indicada para qualquer categoria de atuação.

Com 9 atores de “cor” na lista de indicados deste ano, o Oscar nunca contou com tanta diversidade.

Também não podemos nos esquecer de que Maria Bakalova (Borat: Fita de Cinema Seguinte) é a primeira atriz eslava a disputar o Oscar desde 1966.

Riz Ahmed, de O Som do Silêncio, é o primeiro ator descendente de paquistanês e o primeiro mulçumano a ser indicado para Melhor Ator.

Anthony Hopkins e Glenn Close

Fonte: Sony Pictures/ReproduçãoFonte: Sony Pictures/ReproduçãoFonte:  Sony Pictures/Reprodução 

As duas lendas do cinema não podiam deixar sua marca de fora do Oscar 2021. Anthony Hopkins é o ator mais velho a concorrer ao prêmio de Melhor Ator e a terceira pessoa a receber mais de duas nomeações com mais de 80 anos.

Já Glenn Close, é a quinta pessoa a receber quatro ou mais indicações para os prêmios de atuação. Além disso, ela é a quarta profissional a receber oito nomeações ao Oscar sem nenhuma vitória.

Close também é a terceira atriz a ser nomeada para o Framboesa de Ouro e ao Oscar pelo mesmo papel.

Outros fatos interessantes

Fonte: STXfilms/ReproduçãoFonte: STXfilms/ReproduçãoFonte:  STXfilms/Reprodução 

Desde 1976 que uma vencedora do Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante não era indicado ao Oscar. Neste ano, foi exatamente isso que aconteceu com Jodie Foster por sua performance em The Mauritanian.

Por dois anos consecutivos, as indicadas para Melhor Atriz - Drama no Globo de Ouro e no Oscar foram iguais.

Soul é a primeira animação a ser indicada para o prêmio de Melhor Som em 10 anos.

Pela primeira vez, dois longas da Pixar concorrem ao prêmio de Melhor Filme de Animação ao mesmo tempo (Soul e Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica).

The Mole Agent é o primeiro filme chileno a ser nomeado para uma categoria que não seja Melhor Filme Estrangeiro. O longa concorre como Melhor Documentário.