Os esnobados e as surpresas entre os indicados ao Oscar 2021

3 min de leitura
Imagem de: Os esnobados e as surpresas entre os indicados ao Oscar 2021
Imagem: Carlo Allegri/Getty Images
Avatar do autor

Após um ano em que praticamente todos os cinemas foram fechados e o período de elegibilidade para o Oscar foi estendido, finalmente foi divulgado a lista dos indicados para a maior premiação da sétima arte.

Conhecida por não contar com indicações femininas na categoria “Melhor Direção”, a academia surpreendeu com dois nomes femininos: Chloe Zhao por Nomadland e Emerald Fennell por Bela Vingança. Os longas também foram nomeados para  “Melhor Filme”. Essa é a primeira vez, na história do Oscar, que dois filmes dirigidos por mulheres aparecem na categoria mais importante.

>>> Saiba mais: Oscar 2021: Mank e Nomadland lideram indicações (lista completa)

Confira agora os esnobados e outras surpresas da lista de indicados para o Oscar 2021.

Esnobada: Regina King, diretora de Uma Noite em Miami

Fonte: Collider/DivulgaçãoFonte: Collider/DivulgaçãoFonte:  Collider/Divulgação 

O drama que acompanha o início da amizade entre Muhammad Ali, Malcolm X, Sam Cooke e Jim Brown foi extremamente aclamado pela crítica especializada, mas não garantiu sua indicação nas categorias de Melhor Filme e nem Melhor Direção.

Se nomeada, King seria a primeira mulher negra a concorrer ao Oscar de Melhor Direção.

Esnobado: Aaron Sorkin, diretor de Os 7 de Chicago

Fonte: Netflix/ReproduçãoFonte: Netflix/ReproduçãoFonte:  Netflix/Reprodução 

Com 6 indicações ao Oscar, inclusive na categoria de Melhor Filme, os 7 de Chicago chega com força para a premiação. Contudo, o diretor da produção Netflix, Aaron Sorkin, sai sem uma nomeação para Melhor Direção.

Esnobado: Delroy Lindo, ator de Destacamento Blood

Fonte: Netflix/ReproduçãoFonte: Netflix/ReproduçãoFonte:  Netflix/Reprodução 

Sem indicação para nenhuma outra premiação (Globo de Ouro, SAG e Spirit) o ator tinha esperança que o apoio da crítica o levasse para a sua primeira nomeação como Melhor Ator no Oscar. Contudo, não foi o que aconteceu.

Esnobada: Jodie Foster, atriz de The Mauritanian

Fonte: STXfilms/ReproduçãoFonte: STXfilms/ReproduçãoFonte:  STXfilms/Reprodução 

Apesar de ter ganho o Globo de Ouro de “Melhor Atriz Coadjuvante” por seu papel em The Mauritanian, não devemos esperar por Foster concorrendo à categoria no Oscar. Lançado quase no fim do período de elegibilidade, o filme foi esnobado em todas as nomeações para o prêmio.

Esnobada: Dominique Fishback, atriz de Judas e o Messias Negro

Fonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte:  Warner Bros/Reprodução 

Também com 6 indicações ao prêmio dourado, inclusive com duas nomeações para Melhor Ator Coadjuvante, Judas e o Messias Negro é outro longa que chega prometendo à cerimônia. Não é à toa que muitos esperavam pelo nome de Dominique Fishback entre os indicados, o que não aconteceu.

Esnobada: Helena Zengel, atriz de Relatos do Mundo

Fonte: Universal Pictures/ReproduçãoFonte: Universal Pictures/ReproduçãoFonte:  Universal Pictures/Reprodução 

Com indicações para o Globo de Ouro e SAG, foi uma surpresa ver que a atriz de 12 anos não está entre as nomeações para o Oscar.

Esnobado: Borat: Fita de Cinema Seguinte em Melhor Filme

Fonte: Prime Video/ReproduçãoFonte: Prime Video/ReproduçãoFonte:  Prime Video/Reprodução 

Dificilmente a Academia reconhece um filme de comédia para a principal categoria, especialmente um tão irreverente quanto a sequência de Borat. Contudo, após ganhar como Melhor Filme de Comédia ou Musical no Globo de Ouro, muitos esperavam que o longa fosse lembrado.

Mesmo que não esteja concorrendo a Melhor Filme, Borat garantiu duas indicações importantes: Melhor Atriz Coadjuvante com Maria Bakalova e Melhor Roteiro Adaptado.

Esnobado: A Voz Suprema do Blues em Melhor Filme

Fonte: Netflix/ReproduçãoFonte: Netflix/ReproduçãoFonte:  Netflix/Reprodução 

Mesmo com 5 nomeações, inclusive nas categorias de Melhor Ator/Atriz para Chadwick Boseman e Viola Davis, o drama da Netflix não foi indicado para o principal prêmio do Oscar.

Esnobado: Bacurau

Fonte: Globo Filmes/ReproduçãoFonte: Globo Filmes/ReproduçãoFonte:  Globo Filmes/Reprodução 

Apesar de não ter sido escolhido pela a Academia Brasileira de Cinema para representar o Brasil na categoria Melhor Filme Estrangeiro, Bacurau estava apto a disputar outras categorias do Oscar.

O longa foi extremamente aclamado pela crítica especializada norte-americana, chegando a ser chamado de “um dos melhores filmes da temporada”, mas não encontrou seu espaço na maior premiação da sétima arte.

Surpresa: LaKeith Stanfield, ator de Judas e o Messias Negros

Fonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte:  Warner Bros/Reprodução 

Num primeiro momento, Stanfield foi inscrito para concorrer na categoria de ator principal, enquanto o seu colega Daniel Kaluuya disputava os prêmios de ator coadjuvante. No fim, a Academia preferiu indicar os dois para Melhor Ator Coadjuvante.

Surpresa: Thomas Vinterberg, diretor de Druk (Another Round)

Fonte: Nordisk Film/ReproduçãoFonte: Nordisk Film/ReproduçãoFonte:  Nordisk Film/Reprodução 

Muitos imaginavam que a indicação de Melhor Direção do Oscar iria seguir os nomeados do DGA Awards. Apesar de seu filme ter sido aclamado pela crítica, foi uma surpresa ver seu nome entre os indicados, enquanto Regina King e Aaron Sorkin foram esnobados.

Surpresa: Paul Raci, ator de O Som do Silêncio

Fonte: Amazon Studios/ReproduçãoFonte: Amazon Studios/ReproduçãoFonte:  Amazon Studios/Reprodução 

Por não ter sido indicado para premiações maiores, como o Globo de Ouro e o SAG, foi uma surpresa ver o ator de 72 anos receber a sua primeira nomeação ao Oscar como Melhor Ator Coadjuvante.

A premiação do Oscar 2021 acontecerá no dia 25 de abril, com transmissão simultânea no Brasil pelo canal TNT.