DGA 2021: diretoras de Nomadland e Bela Vingança se destacam

3 min de leitura
Imagem de: DGA 2021: diretoras de Nomadland e Bela Vingança se destacam
Imagem: Searchlight Pictures/Reprodução
Avatar do autor

O Directors Guild of America (Sindicato dos Diretores da América) anunciou suas nomeações para a temporada de premiações de 2021. O prêmio é considerado um termômetro para a categoria de Melhor Diretor no Oscar.

Antes da cerimônia do 2020 DGA Awards, alguns vencedores do DGA se repetiram no Oscar: Alfonso Cuarón por Roma; Guillermo del Toro por A Forma da Água; Damien Chazelle por La La Land; e Alejandro Iñárritu por O Regresso e Birdman. No último ano, Sam Mendes ganhou o DGA por 1917, mas foi Bong Joon Ho quem prevaleceu no Oscar por Parasita.

O Directors Guild of America começou a conceder um prêmio para Longa-Metragem Estreante a partir de 2015 e o fez novamente em 2021. Os cinco vencedores do primeiro trabalho da DGA até o momento foram Alex Garland por Ex Machina; Garth Davis por Lion; Jordan Peele por Corra!; Bo Burnham por Oitava Série; e Alma Ha'rel por Honey Boy.

Os indicados de primeira viagem são Radha Blank, com The Forty-Year-Old Version; Fernando Frías de la Parra, com Ya No Estoy Aquí; Regina King, com Uma Noite em Miami; Darius Marder, com O Som do Silêncio; e Florian Zeller, com Meu Pai.

O DGA, tradicionalmente um dos sindicatos mais dominados por homens de Hollywood, pela primeira vez nomeou duas mulheres, Zhao e Fennell, em sua categoria de Direção de Longa-Metragem. Zhao também é a primeira mulher asiática indicada na categoria de Diretor de Longa-Metragem.

(Taylor Jewell/Reprodução)(Taylor Jewell/Reprodução)Fonte:  Taylor Jewell 

Antes disso, o Sindicato dos Diretores da América havia indicado mulheres na categoria Longa-Metragem apenas oito vezes, a última sendo Greta Gerwig, em 2018, por Lady Bird. Neste ano, mais duas mulheres, Radha Blank e Regina King, foram indicadas na categoria Melhor Estreia em Direção de Longa-Metragem do DGA.

Zhao, que ganhou o prêmio de Melhor Diretor no Globo de Ouro, e Fincher, que já havia sido indicado duas vezes como Melhor Diretor, por O Curioso Caso de Benjamin Button e A Rede Social, parecem ser os favoritos. As indicações para o DGA deste ano colocam Sorkin no radar, que é mais conhecido por seu trabalho como roteirista, para a corrida do Oscar de Diretor, e Fennell, que também recebeu uma indicação de Melhor Diretor no Globo de Ouro.

As ausências notáveis das nomeações são Paul Greengrass, com Relatos do Mundo (News of the World); Spike Lee, com Destacamento Blood (Da 5 Bloods); Shaka King, com Judas e o Messias Negro (Judas and the Black Messiah); e George C. Wolfe, com A Voz Suprema do Blues (Ma Rainey's Black Bottom).

O grupo homenageia duas pessoas não brancas entre os indicados a Melhor Direção de Longa Metragem: o diretor coreano-americano Lee Isaac Chung e a diretora chinesa Chloé Zhao. Além disso, os não brancos entre os indicados a Melhor Estreia em Direção de Longa Metragem são as diretoras negras Radha Blank e Regina King e o mexicano Fernando Frías de la Parra.

A DGA também anunciou, na segunda-feira, suas indicações nas categorias TV, Documentário e Comercial. A 73ª edição do Prêmio Sindicato dos Diretores da América acontecerá em 10 de abril de 2021.

Confira as indicações nas categorias de filmes a seguir.

Realização Notável na Direção de Longa-Metragem em 2020

  • Lee Isaac Chung — Minari (A24)
  • Emerald Fennell — Bela Vingança (Focus Features)
  • David Fincher — Mank (Netflix)
  • Aaron Sorkin — Os 7 de Chicago (Netflix; DreamWorks Pictures)
  • Chloé Zhao — Nomadland (Searchlight Pictures)

Realização Notável de um Diretor de Longa-Metragem Estreante em 2020

  • Radha Blank — The Forty-Year-Old Version (Netflix)
  • Fernando Frías de la Parra — Ya No Estoy Aquí (Netflix)
  • Regina King — Uma Noite em Miami (Amazon Studios)
  • Darius Marder — O Som do Silêncio (Amazon Studios)
  • Florian Zeller — Meu Pai (Sony Pictures Classics)

Realização Notável na Direção de um Documentário em 2020

  • Michael Dweck & Gregory Kershaw — The Truffle Hunters (Sony Pictures Classics)
  • Pippa Ehrlich & James Reed — Professor Polvo (Netflix)
  • David France — Bem-vindo à Chechênia (HBO Max)
  • Amanda McBaine & Jesse Moss — Boys State (Apple/A24)
  • Benjamin Ree — O Pintor e o Ladrão (Elevation Pictures)
DGA 2021: diretoras de Nomadland e Bela Vingança se destacam