James Gunn defende filmes da Marvel contra Coppola e Scorsese

2 min de leitura
Imagem de: James Gunn defende filmes da Marvel contra Coppola e Scorsese
Avatar do autor

A polêmica sobre os filmes da Marvel continua ganhando novos capítulos. James Gunn, que já havia se pronunciado às críticas de Martin Scorsese, voltou às redes sociais para defender as produções do Marvel Studios. Na sua conta pessoal no Instagram, o diretor de Guardiões da Galáxia publicou a seguinte mensagem:

"Muitos de nossos avós pensavam que todos os filmes de gângsteres eram os mesmos, muitas vezes chamando-os de 'desprezíveis'. Alguns de nossos bisavós pensavam o mesmo do faroeste e acreditavam que John Ford, Sam Peckinpah e Sergio Leone eram exatamente iguais. Eu me lembro de um grande tio com o qual falava sobre Star Wars. Ele respondeu dizendo: 'Eu assisti quando se chamava 2001 e, cara, era chato!'. Os super-heróis são simplesmente os novos gângsteres, cowboys e aventureiros do espaço. Alguns filmes de super-heróis são horríveis, outros são lindos. Como faroestes e gângsteres (e, antes disso, apenas filmes), nem todo mundo é capaz de apreciá-los, mesmo alguns gênios. E está tudo bem com isso".

O desabafo veio logo após outro grande nome do cinema fazer duras críticas aos filmes da Marvel. Francis Ford Coppola, que dirigiu a trilogia O Poderoso Chefão, disse achar os filmes do estúdio "desprezíveis". A fala aconteceu durante uma coletiva de imprensa na cerimônia de entrega do Prêmio Lumière, em Lyon.

"Quando Martin diz que a Marvel não faz cinema, ele está certo, porque nós esperamos aprender algo com o cinema, algum tipo de conhecimento, iluminação, inspiração. Eu não conheço ninguém que tire algo disso ao ver o mesmo tipo de filme várias e várias vezes seguidas. Martin pegou leve ao dizer que os filmes da Marvel não são cinema, pois eu os acho desprezíveis".

Francis Ford Coppola (Fonte: IMDb/Reprodução)
Francis Ford Coppola (Fonte: IMDb/Reprodução)

Além de James Gunn, os atores Samuel L. Jackson e Karen Gillan saíram em defesa dos filmes de heróis. O chefão do Marvel Studios, Kevin Feige, também se pronunciou sobre a polêmica, afirmando que receber um prêmio — como um Oscar — "é muito bom, mas não significa tudo".

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
James Gunn defende filmes da Marvel contra Coppola e Scorsese