MCU: 10 situações que a Capitã Marvel poderia ter resolvido

5 min de leitura
Imagem de: MCU: 10 situações que a Capitã Marvel poderia ter resolvido
Avatar do autor

Embora a Capitã Marvel só tenha sido introduzida no MCU neste ano, a personagem faz parte do universo desde a década de 1990, como mostra o seu filme solo. Ao mesmo tempo que isso gerou uma dor de cabeça para os roteiristas de Vingadores: Ultimato sobre como abordá-la no filme, criou um problema em relação a todas as consequências que a ausência dela pode ter causado, afinal a heroína é uma das personagens mais fortes de todo o universo da Marvel e poderia ter resolvido alguns dos momentos mais críticos em poucos segundos.

Enquanto ela não retorna, veja algumas das situações que poderiam ter sido resolvidas facilmente caso Nick Fury tivesse chamado a Capitã Marvel mais cedo.

A batalha do aeroporto (Capitão América: Guerra Civil)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

No terceiro filme do Capitão América, os heróis apresentados se enfrentam pois discordam de como o governo quer regulamentar as atividades dos Vingadores. A luta acaba sendo bem equilibrada, pois não conta com a presença de Hulk e Thor, personagens muito mais poderosos que o restante da equipe.

Se a Capitã Marvel estivesse por perto, a destruição do aeroporto na Alemanha certamente teria sido evitada. A personagem, independentemente do lado que escolhesse, teria capacidade para acabar com a luta rapidamente.

Recuperar o cetro de Loki (Vingadores: Era de Ultron)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

O início de Vingadores: Era de Ultron mostra a equipe indo até um esconderijo da Hydra para recuperar o cetro de Loki. Embora a sequência contenha boas cenas de ação, não foi tão tranquila quanto o grupo esperava.

Tudo poderia ter sido resolvido muito mais rapidamente se Carol Danvers estivesse por ali. Na verdade, a personagem não precisaria nem perder tempo lutando, já que poderia ter recuperado o cetro simplesmente voando até o local.

A luta contra o Abominável (O Incrível Hulk)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Esse é um filme que poucas pessoas sabem que pertence ao MCU — na verdade, muitos nem sabem que ele existe. Os acontecimentos não causaram muita repercussão, e o longa é um projeto em parceria com o Marvel Studios, que não se preocupou em fazer os fãs se recordarem da história.

Na parte final, Hulk enfrenta o Abominável, e a luta causa muita destruição. No MCU não ficou bem definida qual é a diferença de poder entre o Gigante Esmeralda e a Capitã Marvel, mas ela certamente seria capaz de lidar com o Abominável. Seria uma forma de dar um encerramento mais curto ao filme, o que evitaria alguns momentos constrangedores.

O ataque da Hydra (Capitão América: Soldado Invernal)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Essa situação poderia ter sido ainda mais simples de ser resolvida com a ajuda da Capitã. No fim de Soldado Invernal, após o Capitão América descobrir que a Hydra havia se infiltrado na S.H.I.E.L.D., a organização fascista dá início a um ataque para tentar dominar o mundo. Isso gera uma batalha com diversas consequências ao MCU.

Quem viu Vingadores: Ultimato sabe que a Capitã Marvel é capaz de atravessar uma nave e destrui-la com facilidade. Lutando sem grandes vilões, essa seria uma maneira rápida e eficiente de acabar com a disputa.

Impedir os Elfos Negros (Thor: O Mundo Sombrio)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Em outro filme pouco amado (ou lembrado) do MCU, Thor precisa impedir que Malekith, o líder dos Elfos Negros, pegue o Éter para acabar com o universo. O vilão quase consegue realizar seu plano, mas Thor resolve a situação nos momentos finais.

Como parte da trama se passa na Terra, Nick Fury provavelmente estava ciente do que estava acontecendo. Saber que aquilo poderia destruir o universo inteiro seria uma boa justificativa para chamar a Capitã, que poderia derrotar os Elfos Negros sem muito esforço.

A batalha de Sokovia (Vingadores: Era de Ultron)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Essa foi a causa principal para convencer Tony Stark a assinar o Tratado de Sokovia (que gerou a Guerra Civil entre os heróis). Também foi uma das batalhas mais trágicas do MCU, gerando um número considerável de vítimas fatais — e poderia ter acabado com boa parte da vida no planeta.

Seria mais uma oportunidade para contar com o apoio de Carol Danvers, que poderia ter eliminado as cópias do Ultron antes que ele iniciasse o seu plano. Além de evitar as consequências vistas em Capitão América: Guerra Civil, teria poupado muitas vidas.

A batalha em Xandar (Guardiões da Galáxia)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

A Capitã Marvel precisa prestar atenção em tudo o que acontece em diversos cantos do universo. E isso poderia incluir Xandar, afinal foi lá que Ronan atacou após conseguir a Joia do Poder. Ele só acabou não causando mais destruição graças aos Guardiões da Galáxia.

Como foi possível ver em Vingadores: Ultimato, a Capitã foi capaz de lutar contra Thanos enquanto ele usava a manopla do infinito com todas as joias. Apenas uma não teria sido capaz de derrotá-la.

A batalha de Wakanda (Vingadores: Guerra Infinita)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

O momento derradeiro de Vingadores: Guerra Infinita acontece em Wakanda, quando Thanos finalmente consegue a joia que falta e acaba com metade da vida do universo. Mas a luta também envolveu o exército do Titã Louco e deu muito trabalho para todos os Vingadores.

A Capitã poderia ter evitado que Thanos conseguisse a última joia, ajudando a proteger Visão. Além disso, poderia ter sido fundamental na batalha contra o vilão, deixando a situação mais tranquila no fim.

Remover a manopla do Thanos (Vingadores: Guerra Infinita)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

A Capitã Marvel nem precisaria ajudar em Wakanda se tivesse aparecido um pouco antes. Quando os Guardiões da Galáxia, o Homem-Aranha e o Homem de Ferro lutam contra Thanos, eles quase conseguem remover a manopla, o que poderia ter evitado o fim trágico do filme.

É verdade que Peter Quill não colaborou, mas se Carol Danvers estivesse por ali poderia ter deixado a situação mais tranquila. Quando o Senhor das Estrelas perde o controle ao descobrir que Gamora está morta, a Capitã poderia ter entrado em cena e encerrado o serviço.

Invasão de Nova York (Vingadores)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

No primeiro filme que reuniu toda a equipe da Marvel, parece muito improvável que apenas aqueles heróis deram conta de Loki e seu exército. Mas, unindo forças, foi possível impedir uma catástrofe de proporções inconcebíveis.

Tudo isso poderia ter sido resolvido de maneira mais simples com a Capitã atravessando a nave de Loki e encerrando toda a batalha. O quão diferente as coisas teriam sido se a personagem já tivesse sido apresentada na época nunca saberemos.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
MCU: 10 situações que a Capitã Marvel poderia ter resolvido