A corrida pelo veículos autônomos já vem acontecendo há algum tempo, com gigantes como o Uber, a Waymo (representante da Google nesse setor) e a Tesla, entre outras, realizando testes e anunciando novidades — e acidentes — de tempos em tempos. Muito já se falou sobre algo da Apple nessa direção mas, até agora, não havia muitas evidências de que o chamado Project Titan venha realmente progredindo. Segundo o The New York Times, a Maçã estaria atuando com cautela no setor e reiniciou os trabalhos em uma frente mais modesta, a partir de vans autônomas, junto com aVolkswagen.

De acordo com os bastidores da indústria, a Gigante de Cupertino ainda não teve boas experiências com suas parcerias e com o próprio hardware durante a fase embrionária do Project Titan — principalmente por conta de controle de informações e design — e que ela estaria bem atrás dos concorrentes em termos de tecnologia. Além disso, como é um mercado ainda em formação e que precisa de muitos ajustes até que chegue à escala comercial, ela tem preferido ir com mais calma nessa área.

van apple autônomo

Por isso, o próprio setor do Projeto Titan foi enxugado e das centenas de profissionais que antes atuavam por ali, restaram menos de mil pessoas na equipe. O foco ficou então, no transporte de curta distâncias, incluindo os próprios ônibus que levam os funcionários entre os vários escritórios da companhia no Vale do Silício.

Apple deve trocar quase tudo no “miolo” das vans

O time do Project Titan trabalha agora em automóveis da Italdesign, subsidiária da Volkswagen em Turim. A ideia é transformar as vans T6 em veículos elétricos autônomos. Somente o chassi e as rodas devem ser mantidos no desenho final, enquanto vários outros componentes e peças, incluindo o painel e os assentos, devem ser substituídos.

Executivos já afirmaram que não conseguirão entregar o projeto pronto para testes dentro do prazo, que termina neste ano

Segundo fontes próximas, a Maçã deve incluir computadores, sensores e uma grande bateria. Depois de montados, esses micro-ônibus devem transportar os trabalhadores entre os campi da empresa com o auxílio de um motorista, caso seja necessário. Uma outra pessoa deve ficar no banco da frente para acompanhar o desempenho.

O prazo para isso estar funcionando plenamente em fase de testes termina neste ano e os executivos já teriam adiantado à Tim Cook que não poderão entregar o projeto a tempo. Por isso, o futuro da Gigante de Cupertino nessa indústria ainda é incerto e não há nem mesmo a certeza de que a parceria com a Volkswagen se estenda no próximo ano. Aguardamos os próximos capítulos.

Cupons de desconto TecMundo: