A Apple perdeu uma batalha judicial na França hoje (23). A empresa havia processado um grupo de ativistas chamado Attac por “atos de vandalismo e por comprometer a segurança de funcionários e clientes em suas lojas”. Como não havia provas dessas ações, a justiça decidiu a favor dos ativistas, que inclusive receberão uma indenização de 2 mil euros para quitar as despesas judiciais que tiveram na disputa.

O grupo Attac vem fazendo uma série de protestos pacíficos dentro de lojas da Apple recentemente contra as práticas de evasão de impostos da empresa. O grupo argumenta que o fato de a Apple não pagar seus impostos devidamente na França compromete as contas públicas e, consequentemente, prejudica toda a sociedade francesa.

Seria escandaloso a justiça proteger a empresa e condenar uma associação que defende o interesse público com ações civis não violentas

“Enquanto as evasões de impostos da Apple enfraquecem as contas públicas, seria escandaloso a justiça proteger a empresa e condenar uma associação que defende o interesse público com ações civis não violentas. No fim das contas, não apenas as acusações da Apple foram rejeitadas — a Apple fala de atos de vandalismo ou ações que poderiam ter comprometido a segurança de funcionários e clientes — como também a justiça confirmou o interesse público na campanha do Attac”, diz um comunicado oficial do grupo em seu site.

Até a metade do ano, o congresso francês deve avaliar uma lei contra evasão de impostos que poderia pôr fim às práticas da Apple no país.

Cupons de desconto TecMundo: