Mesmo sendo um grande nome da tecnologia e da internet, a Google nem sempre lançou produtos e funcionalidades de sucesso. Exemplo disso é o Google+, que, além de não ter caído no gosto das pessoas, ainda esteve envolvido em um recente escândalo de vazamento de milhares de dados, deixando de existir para o usuário final até 2019. Com isso, a companhia decidiu voltar seus esforços para criação de novos recursos — talvez semelhantes aos do Google+ — concentrados no público corporativo.

Relembre nesta lista outras 11 ideias da Google que não deram certo e/ou foram transformadas em novos produtos.

1. Google Answers

Lançado em 2002, o Google Answers era um serviço online pago para fazer perguntas e receber respostas diretamente de um especialista. Com o surgimento de opções gratuitas na web, a exemplo do Yahoo respostas, foi encerrado em 2006. Inclusive, ele ainda pode ser visualizado aqui.

2. Google Lively

O Google Lively era um mundo virtual tridimensional ao estilo Second Life da gigante da internet. Assim, as pessoas podiam criar seu avatar e conversar/interagir com outras pessoas por meio do programa. Com baixa aderência, ele foi encerrado em 2008.

3. Google Glass

Em 2012, o Google Glass parecia ser uma grande promessa. Porém, os óculos virtuais tinham design um pouco estranho, e exibiam informações ao usuário, como mapas e previsão do tempo.  Depois de apresentar vários problemas em seu software, teve suas vendas finalizadas em 2015. A Google está trabalhando em uma nova versão do dispositivo.

4. Google Play Edition

A linha de smartphones Google Play Edition foi lançada em 2014 através de dispositivos que rodavam Android puro. Mas isso durou pouco, pois em janeiro de 2015 já não estavam mais nas lojas.

5. Google Wave

O Google Wave foi um serviço que unia os recursos de um chat à edição de documentos de forma colaborativa. Depois de um ano de existência, em 2010, foi encerrado porque parecia confuso demais para as pessoas.

6. Nexus Q

Lançada em 2012, a Google Nexus Q era uma central multimídia Android. Custando na época US$299, foi criada para reproduzir vídeos e músicas da internet com o uso de tecnologia NFC em smartphones e tablets com mesmo sistema operaional. Foi descontinuada em 2015.

7. Google Health

De 2008 a 2011, o Google Health era um serviço que fornecia informações sobre saúde e bem-estar. Nele, os usuários também podiam enviar ? por meio de provedores parceiros do setor médico ? registros de saúde, como dados sobre alergias, tipo sanguíneo e medicamentos. Devido ao baixo alcance, a companhia decidiu encerrá-lo.

8. Google Reader

O Google Reader, de 2005 a 2013, foi uma ferramenta de leitura e extração de conteúdo de blogs e sites de notícias. O recurso tinha usuários fieis, que ficaram bem indignados com seu fim.

9. Google Catalogs

Reunindo catálogos digitalizados de vendas, o Google Catalogs foi um aplicativo/site de compras virtuais para dispositivos móveis e computadores entre 2013 e 2015.

10. Dodgeball

Comprado pela Google em 2005, o Dodgeball era um serviço em que as pessoas podiam fazer check-in em diversos locais. Em 2007, seus fundadores deixaram a empresa. Dois anos mais tarde, um deles — Dennis Crawley — criou o Foursquare.

11. iGoogle

Entre 2005 e 2013, o iGoogle era uma homepage personalizada, em que as pessoas podiam adicionar feeds de notícias gadgets, como post-its, alertas, previsões do tempo, etc.

Vale lembrar que o Orkut também pertenceu à Google e fez extremo sucesso no Brasil, sendo encerrado em 2014. Agora o Google+ também poderá ser adicionado a esta lista, depois de sete anos de atividade.

Cupons de desconto TecMundo: