Imagem de: Preço do Huawei P30 Pro começa a despencar após banimentos

Preço do Huawei P30 Pro começa a despencar após banimentos

1 min de leitura
Avatar do autor

A Huawei está em uma situação delicada no mercado com a série de medidas de boicote e banimentos contra a fabricante, que começou com a suspensão do uso do Android. A mais recente má notícia é que seu smartphone top de linha, o recém-lançado P30 Pro, está despencando em valor de mercado em algumas partes do mundo.

Segundo a revista Forbes, isso é especialmente perceptível no Reino Unido. Sites de revenda e troca de celulares indicam que o P30 Pro perdeu 90% do preço original, rendendo ao dono somente £100 de crédito — sendo que o modelo custa originalmente £900 na região. Para efeitos de comparação, um Galaxy S10+ em boa condição vale £510 na mesma plataforma.

Esses preço são válidos em plataformas populares por lá, como musicMagpie. Em lojas oficiais e revendedoras, o valor segue o mesmo.

Só piora

A situação política da companhia é grave e foi piorando ao longo dos últimos dias. Depois da suspensão da parceria com a Google e o fim do suporte ao Android, a Huawei também viu acabarem alianças com Qualcomm, Intel, ARM e até mesmo com a SD Association. Até o momento, a fabricante chinesa garante que oferecerá suporte aos serviços a quem já adquiriu um modelo da marca, mas não descarta lançar um sistema operacional próprio em breve.

O mercado britânico é onde o fenômeno de consumidores se desfazendo de aparelhos da Huawei foi mais sentido. Porém, vendas em outras partes da Europa e na Ásia já desaceleraram após o início da crise com os Estados Unidos. O Brasil ainda não se pronunciou a respeito, mas operadoras já pediram ao governo que não trate a empresa como inimiga — o retorno dela ao Brasil aconteceu justamente em maio deste ano, com a família P30.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Preço do Huawei P30 Pro começa a despencar após banimentos