Uma das maiores fontes de renda para apps gratuitos, e em especial os games mobile, está na venda interna de itens, como skins, mais tentativas, menos anúncios, poderes especiais, funcionalidades extras, entre outras coisas. E, segundo um levantamento da firma de pesquisa de mercado Liftoff, o maior público consumidor das compras embutidas são as mulheres.

De acordo com a pesquisa, depois que começam a jogar, elas são 79% mais propensas a obter esses itens e 16,7% realmente efetivam a compra — superior à média geral de 13,5%, que engloba todos os usuários. O relatório foi baseado em 46,7 bilhões de impressões e 15 milhões de instalações, coletadas por meio de 350 apps, de junho de 2017 a maio deste ano, e comparado com as estatísticas de 2016 e 2017.

apps

Isso deve direcionar o mercado nas próximas temporadas, com maior número de ofertas criadas especialmente para as jogadoras. “As mulheres são uma audiência lucrativa e é precisa uma estratégia diferente para atingi-las. Elas são mais rentáveis na campanha de custo por ação (em que o foco é fazer algo com o app depois de baixado e não apenas abri-lo — neste caso, realizar compras internas)”, diz Mark Ellis, CEO da Liftoff.

“Era de Ouro” do marketing de games mobile

Ellis diz acreditar que estamos vivendo a "Era de Ouro do marketing de jogos para dispositivos móveis". O custo para conquistar usuários por meio de anúncios está diminuindo em todos os estágios, enquanto o desempenho e as conversões pós-instalação estão melhorando. Por exemplo, a taxa instalações que convergem em compras subiu 67% e chegou a 13,4% em relação a 2017. Globalmente, o custo para seduzir mais consumidores a completar uma transação embutida caiu de US$ 50,69 para US$ 28,05.

A pesquisa aponta que continua sendo mais caro comprar itens em games para iOS do que para Android. Em média, custa US$ 11,08 para alguém obter apps em dispositivos da Apple, enquanto os para Android saem por US$ 6,37. A conversão para compras embutidas é também maior, 21% no iOS e 10,8% no Android.

O executivo afirma que o mercado segue aquecido e a chegada de games multiplataforma com qualidade de consoles, a exemplo de Fortnite, tem feito a cabeça não somente dos jogadores casuais como também dos fãs mais hardcore. Para encerrar, o levantamento também observa que as compras internas em app estão cada menores na Ásia e mais atrativas na Rússia, Europa, Oriente Médio e na África.