Empresa terá de se explicar novamente caso não devolva todo o montante no período (Fonte da imagem: Reprodução/9to5Mac)

A Comissão Federal do Comércio (FTC, em inglês) dos EUA chegou a um acordo com a Apple para que os pais que receberam cobranças de compras realizadas por crianças na App Store de forma não autorizada possam ter o dinheiro gasto reembolsado imediatamente. A ação foi movida pelo FTC por conta de mais de 10 mil reclamações recebidas pela instituição, todas referentes ao mesmo problema na App Store. No total, a empresa deve devolver US$ 32,5 milhões nos próximos 12 meses.

A loja da Apple exige uma certificação para compras na hora das transações, mas nos 15 minutos seguintes é possível comprar o que quiser sem confirmar qualquer dado. Essa janela era utilizada por crianças para fazer principalmente compras dentro de aplicativos já instalados nos dispositivos com iOS.

A medida é referente apenas às reclamações realizadas por clientes norte-americanos e, por isso, se você passou por uma situação parecida na loja brasileira, a única forma de ser ressarcido são os meios tradicionais. Ainda assim, há questionamentos sobre a forma de comércio da Maçã na App Store do Brasil, em que os preços são sempre mostrados em dólar. O Ministério da Justiça atualmente investiga a situação.

Há relatos de que uma criança gastou US$ 2,6 mil em compras internas no app “Tap Pet Hotel” e outra que torrou US$ 500 do pai no “Dragon Story” e “Tiny Zoo Friends”. Todas essas compras foram feitas sem autorização dos pais durante a janela de 15 minutos sem autenticação da App Store.

Cupons de desconto TecMundo: