Não raras vezes cientistas se inspiram no mundo animal para desenvolver novas tecnologias e desvendar alguns mistérios. Seguindo essa linha, pesquisadores da Seoul National University, na Coréia do Sul, recentemente publicaram um artigo demonstrando a criação de uma aranha-de-água robótica.

Os estudiosos analisaram cuidadosamente imagens ultrarrápidas dos insetos reais e descobriram como os bichinhos faziam para pular na água sem afundar. Além do peso extremamente leve do animal, a área de contato ampla das patas ajuda a distribuir a energia e evitar que a camada líquida superficial rasgue.

Outro segredo descoberto pelos pesquisadores é que as aranhas-de-água mudam cuidadosamente o ângulo das suas patas durante o salto para incrementar a área de contato com a superfície. A força utilizada (exatamente 44 mN/metro) também é sutilmente inferior à necessária para romper a camada de água.

Todas as informações coletadas durante o estudo não ficaram apenas no papel, já que os cientistas criaram a sua própria aranha-de-água. O protótipo é totalmente funcional e, além de não afundar, pode saltar sem nenhuma dificuldade. 

Cupons de desconto TecMundo: