A Amazon anunciou nesta terça-feira uma novidade para o Kindle que permitirá que os usuários acessem e-books via browser sem a necessidade de download do conteúdo. A versão do Kindle para web ainda vai remunerar sites e blogs que efetuarem vendas de produtos da empresa a partir dos seus domínios.

O processo será feito por meio de um código de afiliado. Qualquer site cadastrado no programa de comissionamento da Amazon poderá colocar o código específico de um produto em uma de suas páginas. O usuário acessa via site parceiro e poderá ler, gratuitamente, o primeiro capítulo.

Caso a compra seja finalizada o proprietário do site cadastrado receberá uma comissão sobre o valor da negociação. O sistema é similar ao já adotado por outros sites brasileiros, como o Submarino ou as Americanas. A diferença fica por conta da possibilidade de acessar o conteúdo e ler parte dele online.

Versão do Kindle para web

O primeiro capítulo das obras será acessado via browser normalmente e sua estrutura visual será a mesma de uma página da web. Os usuários poderão alterar as cores e o tipo da fonte, bem como a cor de fundo. O conteúdo pode ainda ser compartilhado em redes sociais como o Twitter e o Facebook.

A empresa disponibilizou em seu site uma versão demonstrativa de como funcionará o sistema. Ainda não há informações sobre a linguagem utilizada na exibição das páginas, mas ao que tudo indica a composição será em HTML5, já que pode ser acessada pelo navegador Safari do iPad.