Os egípcios podem ficar sem YouTube por um mês, graças a uma decisão judicial que ordenou a suspensão do serviço no país. O motivo teria sido a exibição do filme “Inocência dos Muçulmanos”, produzido nos Estado Unidos e que já causou comoção em alguns locais do mundo devido ao teor polêmico.

A decisão da corte diz que, “o YouTube insistiu em continuar transmitindo o filme que insulta o Islã e o Profeta, desrespeitando a crença de milhões de egípcios e desconsiderando a raiva de todos os Muçulmanos”.

A Autoridade Reguladora Nacional de Telecomunicações do Egito afirmou que vai cumprir a decisão assim que receber uma cópia do veredicto. O YouTube, por outro lado, afirmou que “não recebeu nada do juiz ou do governo em relação a este assunto”.

A justiça brasileira já proibiu o YouTube de exibir esse filme no país em setembro do ano passado, atendendo a pedidos da União Nacional Islâmica, mas voltou atrás no início desse ano por considerar que a proibição seria contra o princípio do livre pensamento artístico.

Cupons de desconto TecMundo: