Não há dúvidas de que Battlefield 4 chegou cumprindo as expectativas daqueles que são fãs da série de tiro em primeira pessoa da EA - basta observar que os servidores do jogo sempre contam com um grupo preparado para iniciar um novo tiroteio para ter uma ideia do que estamos falando. 

Por falar em expectativas, sempre que se fala em um novo Battlefield muitos pensam em mais um episódio canônico ou mesmo em um possível Bad Company 3. Porém, dessa vez as coisas são um pouco diferentes em Battlefield Hardline

Brincando de polícia e ladrão 

Como muitos já sabem, o novo Battlefield não terá soldados correndo em cenários destruídos ou coisas do gênero. Dessa vez, a aposta é em confrontos entre policiais e bandidos, o que será retratado tanto na campanha principal quanto no multiplayer. 

E é exatamente sobre o modo para confrontos entre jogadores que falaremos aqui, já que ele é o conteúdo presente no teste aberto do game (Open Beta), que estará disponível até o dia 8 de fevereiro com três modos de jogo: Heist, Hotwire e Conquest Large.

E o que achamos disso tudo? 

É no primeiro modo mencionado que encontramos boa parte dos jogadores – além de ser um dos mais divertidos. A meta dos bandidos é chegar a um dos cofres espalhados no mapa e obter a grana que está dentro deles, enquanto os policiais devem se unir para impedir que isso aconteça. E é exatamente nessa mecânica que mora a diversão, já que não há muito espaço para os famigerados “campers” (afinal, ladrões vão andar com cautela, e os membros da lei precisam se mover sempre). 

O trabalho em equipe se faz importante nesse modo, já que dificilmente um ladrão vai conseguir saquear uma quantidade alta de dinheiro sozinho, e o mesmo vale para um policial que se acha um discípulo de Chuck Norris: é preciso agir como um grupo, da mesma forma que acontece na vida real, para assegurar que tudo ocorra bem. 

Já o modo Hotwire parece uma tentativa malsucedida de dar vida nova ao clássico captura e defesa de ponto (que aparece aqui no Conquest Large). O objetivo é chegar a veículos especiais que estão espalhados pelos cenários e guiá-los pelo maior tempo possível, fazendo com que o time adversário perca tickets no processo. Entretanto, a adrenalina e a emoção não são as mesmas vistas na outra modalidade, o que pode fazer com que essa acabe sendo colocada de lado por boa parte dos jogadores. 

Extras para ninguém botar defeito 

A evolução por aqui está mais rápida que a vista em Battlefield 4 (no início dos nossos testes, conseguimos dois níveis com apenas duas vitórias, e nem eliminamos tantos oponentes para tal), e é com ela que você vai ter acesso a novos itens para o seu personagem. Também existe a possibilidade de obter grana em algumas missões, recurso que também serve para se equipar melhor para os desafios que estão por vir. 

O sistema de matchmaking se mostrou bastante eficaz, e em nenhum momento esperamos mais do que 10 segundos para que o jogo encontrasse uma partida com espaço livre – e isso vale para todos os modos. De quebra, a divisão dos times foi bem feita, e nenhuma equipe aparentava estar em grande desvantagem perto de outra.

Agradável aos olhos 

A série Battlefield sempre foi conhecida por trazer gráficos de ponta, e com Hardline não seria diferente. O trabalho da equipe da Visceral Games na parte gráfica é digno de nota (ainda que o visual não esteja longe do que foi visto em Battlefield 4), tendo em vista que ela conseguiu adicionar alguns efeitos em determinados cenários. Em uma das áreas presentes no Beta, por exemplo, é possível ver uma tempestade de areia que acontece nos minutos finais da rodada, atrapalhando bastante a visão dos jogadores. 

Já a parte sonora chama a atenção especialmente quando o seu personagem está no comando de um carro. Quando isso acontece, a rádio do veículo começa a executar uma canção aleatória, que pode ser trocada após algum tempo apertando a tecla G. Pode parecer bobagem, mas é uma adição bem-vinda e capaz de capturar a atenção daqueles que gostavam de relaxar ao som de uma boa música em Grand Theft Auto. 

Como mencionamos inicialmente, não temos muita noção de como Battlefield Hardline vai se comportar na campanha single player. Porém, ao menos no multiplayer ele mostra que, mais uma vez, a série tem forças para apostar neste como o seu carro-chefe pelos anos que estão por vir.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: