Um novo estudo feito pela Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, chegou à conclusão de que atropelar inocentes no GTA, atirar na cabeça de civis em Call of Duty ou simplesmente jogar com os vilões em video games pode fazer com que você seja uma pessoa melhor na vida real.

Não, você não está lendo errado: a associação entre games e comportamento é, neste caso, totalmente positiva. O estudo, chamado de "Ser Malvado nos Video Games nos Torna Mais Moralmente Sensíveis" (tradução literal do original em inglês), afirma que cometer atos imorais no virtual faz com que você sinta culpa, reflita sobre o que acabou de fazer e não repita atitudes parecidas quando desligar o jogo.

Peso na consciência

Além disso, ficamos mais sensíveis a certos códigos morais que são exibidos nos títulos. Isso vai de encontro à opinião de muitos estudos e especialistas que afirmam que games violentos fazem com que pessoas reproduzam um comportamento similar.

O estudo colocou 185 pessoas de 18 a 29 anos para jogar uma versão modificada do game de tiro Operation Flashpoint: Cold War Crisis, que foi usado em uma pesquisa anterior. Quem jogou com os terroristas sentiu-se culpado pelos atos de uma forma similar (porém menos intensa) ao que acontece na vida real. Esses sentimentos levam o indivíduo a um comportamento "pró-social", ou seja, propenso a ser correto e "gente boa" com outras pessoas.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: