Assim como já virou padrão para quase todos os jogos de PC, Watch Dogs não escapou de ser vasculhado de ponta a ponta em busca de conteúdos não revelados, fases que acabaram ficando de fora da versão final e outros tipos de segredos. Mas o que ninguém esperava é que alguém fosse descobrir que os arquivos com os shaders e outros efeitos que haviam sido apresentados lá na E3 2012 ainda estavam ali.

Com isso, o usuário TheWorse postou, no site Guru3D.com, um mod que habilita todos os efeitos de volta para o game. O resultado você confere na galeria acima: o jogo está absurdamente realista, com efeitos de luzes, névoa e texturas muito mais bonitos do que é possível ver na versão final.

Veja logo abaixo todas as mudanças lançadas no mod feito por TheWorse:

  • Mudança nos níveis de névoa;
  • Adição de efeito bokeh para as câmeras de acordo com a profundidade de campo;
  • Redução dos níveis de travamento;
  • Adição dos efeitosbloom(de explosões) vistos no trailer da E3 2012;
  • Melhorias de performance;
  • Inserção de efeitos de sombra melhorados em faróis de carros;
  • Aumento no nível de detalhes;
  • Mudança nos níveis de reflexão;
  • Adicionadas três novas câmeras para o game (próxima, normal, distante);
  • Melhorias na qualidade da chuva (maior quantidade de gotas na tela, melhor reação a reflexos etc.);
  • Adição de lens flares;
  • Mudanças no motor de iluminação;
  • Aumento na densidade de civis.

Vale lembrar que as mudanças foram feitas por alguém sem as ferramentas certas para as alterações, além de que todo o trabalho ocorreu em questão de poucos dias nas mãos de uma única pessoa. Logo, é difícil pensar que a escolha da Ubisoft em deixar os arquivos dos “supergráficos” não foi proposital – uma tentativa de manter a versão dos novos consoles tão competitiva quanto nos PCs, talvez?

Seja como for, é provável que a descoberta seja seguida por mais uma enxurrada de reclamações por parte do público (que já estava bem insatisfeita com os gráficos atuais do game, devo lembrar).

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: