A desenvolvedora King, responsável pelo famoso título Candy Crush Saga, anunciou que desistiu de registrar a palavra “candy” nos Estados Unidos, nesta última segunda-feira (24). Assim como você pode imaginar, o motivo para que esse registro fosse feito era muito simples: proteger o maior game da empresa e impedir que outros títulos utilizem um nome parecido com o dele.

Acontece que essa iniciativa (em andamento desde fevereiro do ano passado) deixou muita gente que trabalha dentro da indústria dos games um tanto quanto preocupada. Apesar de o registro valer apenas nos Estados Unidos, a King teria direitos sobre todos os jogos que utilizassem a palavra “candy” e fossem desenvolvidos no país — e este é um termo relativamente comum, inclusive em outras regiões.

Trabalhando de forma diferente

Contudo, depois de um ano, a King até mesmo emitiu um comunicado informando a sua desistência, assim como o órgão responsável dos Estados Unidos disponibilizou a requisição de abandono de processo. Com isso, outras desenvolvedoras podem trabalhar de maneira sossegada e sem medo de precisar pagar qualquer tipo de indenização por conta de uma palavra.

Como forma de explicação, a King afirmou que já registrou o nome Candy Crusher nos Estados Unidos e que acredita que esta é a melhor forma de proteger o seu game nos EUA. Além disso, o processo para a palavra “candy” continua a correr na Europa, de forma que um controle maior pode vir a acontecer no velho continente.

Cupons de desconto TecMundo: