Final Fantasy XV causou uma ‘Doença do Final Fantasy’ na Square Enix

2 min de leitura
Imagem de: Final Fantasy XV causou uma ‘Doença do Final Fantasy’ na Square Enix
Fonte: 4Gamer
Avatar do autor

Em uma entrevista ao site japonês 4Gamer, o diretor de Final Fantasy XV, Hajime Tabata, revelou algo bastante curioso: segundo ele, todo o escritório da Square Enix atualmente sofre da “Doença do Final Fantasy”.

Calma, não precisa se preocupar. A doença, na verdade, “se refere a pessoas dentro da companhia que não conseguem imaginar qualquer coisa que não sua própria visão de Final Fantasy”, segundo Tabata. O que não quer dizer, no entanto, que isso não esteja sendo prejudicial para o desenvolvimento de FFXV.

A Doença do Final Fantasy se refere a pessoas que não conseguem imaginar qualquer coisa que não sua própria visão de Final Fantasy

“Uma vez que a raiz disso é uma forte autoafirmação, a própria visão de uma pessoa sobre Final Fantasy tem mais prioridade do que o sucesso do time. Se essa visão de Final Fantasy não é cumprida, então eles estão convencidos de que é ruim para Final Fantasy.”

Como se todas as discussões que isso podem gerar dentro da Square Enix não fossem suficientes, Tabata também afirma que isso criou um problema especial entre a equipe encarregada do desenvolvimento de Final Fantasy XV. “Eles pensam, ‘Já que Final Fantasy é um time especial, então nós também somos especiais porque nós estamos fazendo ele.’”, contou o diretor.

A própria visão de uma pessoa sobre Final Fantasy tem mais prioridade do que o sucesso do time

Ele ainda continua, dizendo que teve de brigar com sua equipe: “Nós não somos especiais. Acorda”, disse ele ao relembrar as palavras ditas ao grupo, segundo o conteúdo traduzido pelo Kotaku.

Uma doença que afeta todos

Não pense, aliás, que a doença se limita aos funcionários da empresa. “Mais ou menos nessa época, eu percebi que entre os fãs também haviam pessoas que pegaram a doença do FF”, explicou Tabata.

Segundo ele, o maior de todos os problemas vem dos fãs que não desejam mudanças; são eles cujas vozes acabam surgindo mais alto. Tabata, no entanto, deixa claro que foram todas essas alterações que tornaram a série mais forte: “A esse ponto, se a série não tivesse modernizado, eu acho que poderia ter sido nosso fim.”

Apesar de tudo, não é exatamente surpresa ver essa tal doença tomando conta do público. Depois de ser bastante criticada pelo público por toda a saga de Final Fantasy XIII, a franquia atualmente está em momentos perigosos; Tabata, por exemplo, já havia dito que Final Fantasy FXV deve definir o futuro da série – para melhor ou para pior.

Se essa visão de Final Fantasy não é cumprida, então eles estão convencidos de que é ruim para Final Fantasy

Carregando o futuro de toda a franquia, Final Fantasy XV chega aos consoles da nova geração no dia 30 de setembro deste ano. Como comentamos em uma matéria anterior, uma versão do game para PC também não é descartada, mas mesmo que se torne realidade, não há uma previsão para sua chegada – afinal, Tabata afirma que o título não poderia ser um mero port.

Você pretende adquirir Final Fantasy XV em seu lançamento? Comente no Fórum do TecMundo

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Final Fantasy XV causou uma ‘Doença do Final Fantasy’ na Square Enix