Final Fantasy XV: 10 milhões de cópias vendidas é apenas meta pessoal

1 min de leitura
Imagem de: Final Fantasy XV: 10 milhões de cópias vendidas é apenas meta pessoal
Avatar do autor

Na semana passada, uma declaração do diretor de Final Fantasy XV, Hajime Tabata, deixou a indústria em choque. Em entrevista à revista japonesa Famitsu, Tabata havia dito que Final Fantasy XV deveria vender 10 milhões de cópias para compensar o capital investido em seu desenvolvimento.

No entanto, a Square Enix veio a público para esclarecer a situação. De acordo com a empresa, houve um erro de interpretação na declaração do diretor. A meta de 10 milhões de unidades vendidas seria apenas uma meta do time de desenvolvimento, e não o número que o jogo precisa vender para cobrir os gastos.

"Nós acreditamos que houve um problema de comunicação durante a conferência. De fato, Tabata usou o número 10 milhões de cópias para demonstrar o objetivo da equipe de desenvolvedores e sua ambição de fazer um grande Final Fantasy. O comentário nunca esteve ligado a uma linha de recuperação dos investimentos", declarou a Square Enix.

"É uma meta ambiciosa, mas reflete o pensamento do estúdio. Pensamos no que teríamos que fazer para atingir esse número e fizemos de tudo para criar algo que possa alcançar esse objetivo", esclareceu Hajime Tabata.

Final Fantasy XV será lançado apenas para PlayStation 4 e Xbox One no dia 30 de setembro deste ano.

Final Fantasy XV vai vender quantos milhões de unidades? Comente no Fórum do TecMundo

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Final Fantasy XV: 10 milhões de cópias vendidas é apenas meta pessoal