Para alguns jogadores, os últimos games da série Final Fantasy não podem ser considerados tremendos sucessos. Final Fantasy XIII, por exemplo, dividiu as opiniões dos fãs da série por apresentar uma progressão mais linear, enquanto alguns criticam determinados aspectos de Final Fantasy XII. Com isso em mente, Final Fantasy XV tem uma missão um tanto delicada: salvar ou arruinar a franquia. 

“Essa é uma situação mais grave e mais séria do que nós havíamos pensado inicialmente. Para o Japão, acredito que é uma questão de ‘faça ou quebre’ para a franquia. E se a série Final Fantasy pode estar com os dias contados em termos de jogos numerados da linha principal para a Terra do Sol Nascente, acho que a mesma situação pode ser vista em escala global”, explicou Hajime Tabata, diretor do game, em entrevista à revista Game Informer. 

Na ocasião, o funcionário da Square Enix também disse várias vezes que Final Fantasy VII é a entrada da série considerada a melhor por muitos jogadores, e é exatamente ela que o próximo game da franquia precisa superar. Outro detalhe dito por ele é que Final Fantasy XV é o primeiro título da marca mais famosa da produtora que está dirigindo, e o responsável pela “décima quinta fantasia” espera ver os jogadores resgatando os sentimentos que tiveram em seus primeiros contatos com Final Fantasy VI (III no Ocidente) ou VII.

A dúvida que fica no ar é: será que Final Fantasy XV finalmente vai colocar a série nos trilhos novamente e resgatar o interesse de boa parte dos fãs que abandonaram a franquia?

Não vamos estabelecer uma meta... ou vamos?

Vale mencionar que, no início deste mês, muitos ficaram em dúvida com a informação de que Final Fantasy XV precisava vender 10 milhões de cópias para compensar a grana investida em seu desenvolvimento. Porém, parece que tudo não passou de uma interpretação errada do que Tabata disse, pois a Square Enix ressaltou que essa é uma meta pessoal do time de desenvolvimento. 

"Nós acreditamos que houve um problema de comunicação durante a conferência. De fato, Tabata usou o número 10 milhões de cópias para demonstrar o objetivo da equipe de desenvolvedores e sua ambição de fazer um grande Final Fantasy. O comentário nunca esteve ligado a uma linha de recuperação dos investimentos", declarou a Square Enix.

Final Fantasy XV está em desenvolvimento para PlayStation 4 e Xbox One e estará disponível no dia 30 de setembro. No Brasil, o game chegará com legendas em português.

E você, acredita que Final Fantasy XV é o jogo que vai salvar a série da Square Enix? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: