Apple Watch, Gear S, Moto 360, G Watch R, SmartWatch 3, ZenWatch, Oculus Rift, Gear VR… Sabe qual é a semelhança entre todos esses aparelhos, além do fato de eles se enquadrarem na categoria de dispositivos vestíveis? Todos eles são produzidos por empresas enormes, geralmente multinacionais de grande porte e que estão sediadas em países do exterior.

Por causa disso, não podemos dizer que elas são criações brasileiras, apesar de que, muito provavelmente, vários conterrâneos nossos devem fazer parte dos times que desenvolveram esses aparelhos. Nós consideramos esses aparelhos “tops” quando se trata de dispositivos vestíveis, mas sabia que também há opções brasileiras muito boas?

O Brasil não é mundialmente conhecido pelos aparelhos eletrônicos que produz, mas isso não significa que fabricamos aparatos de má qualidade ou que não possuem serventia. Uma prova disso são esses três dispositivos vestíveis que serão apresentados, ideias que foram criadas por brasileiros para pessoas de todo o mundo.

do bem máquina – O futuro do bem no seu pulso

O do bem máquina, grafado exatamente da forma que é apresentado, é a primeira pulseira inteligente brasileira que tem como objetivo medir o movimento do seu corpo e o padrão do seu sono. Ela foi concebida e é produzida pela empresa do bem, especializada na produção de sucos de caixinha sem aditivos e conservantes químicos. O vídeo a seguir apresenta todas as funcionalidades desse dispositivo.

“A tecnologia sempre esteve presente no DNA da do bem, e foi através dela que a empresa foi capaz de colocar frutas em caixinhas sem nenhum tipo de aditivo”, conta Marcos Leta, fundador da empresa. Essa frase explica bem a intenção da empresa que quer oferecer uma experiência saudável completa aos seus consumidores.

O sensor tri-axial, presente na do bem máquina, é capaz de captar vários dados do seu dia a dia, como a quantidade de passos dados, a distância percorrida, calorias gastas e até o padrão o sono. Tudo isso é enviado para o smartphone e, através de um aplicativo, as pessoas podem acompanhar e melhorar a saúde de acordo com essas informações.

Leta também afirma que outro objetivo da sua pulseira inteligente (em conjunto com seus sucos de caixinha) é promover a primeira revolução saudável e tecnológica do Brasil. O acessório é confeccionado a partir do silicone e é incrivelmente leve e macio. Além disso, é resistente à água e sua bateria promete aguentar até sete longos dias longe das tomadas.

Especificações técnicas (informações retiradas do site oficial)

  • Tamanho: 3,8 cm x 2,3 cm x 1,8 cm
  • Peso: 20,9 gramas
  • Sensores: 3 axis-acceloremeter
  • Display: LED (5 cores)
  • Resistentência à água: até 1 atm
  • Conexão e sincronização: Bluetooth Smart
  • Bateria: polímero de lítio (sete dias de duração)
  • Memória interna: 14 dias
  • Compatibilidade: iPhone 4s+, iPod Touch (5ª geração), iPad (3ª geração)
  • Preço sugerido: R$ 229

DON AHEAD – um chip RFID debaixo da aba do seu boné

O DON AHEAD é um vestível diferente do que estamos acostumados a ver. Trata-se de um boné equipado com um chip RFID, dispositivo que se comunica através de rádiofrequência com outros aparelhos. A criação, na realidade, poderia ter aproveitado a utilização de qualquer peça do vestuário, mas preferiu o acessório por causa do público que pretende atingir.

A DOM é uma fabricante de bonés com produção limitada. O diferencial é o fato de estar voltado para pessoas que “praticam o ato criativo no seu cotidiano”, provável motivo pelo qual a AHEAD, produtora do chip RFID, optou por trabalhar em conjunto com a empresa.

A “mágica” desse vestível fica no AHEAD, uma plataforma de benefícios que possibilita configurar bonés com informações pessoais através dos chips que equipam os acessórios. Isso pode permitir check-ins automáticos em lugares exclusivos, além de vantagens únicas oferecidas por marcas e parceiros.

Através do site oficial da iniciativa, é possível acompanhar os benefícios e lugares que podem proporcionar vantagens para aqueles que estão usando um DON AHEAD. O projeto ainda está em fase de testes e funciona apenas na cidade de São Paulo, capital paulista. No site da DON, o boné equipado com o chip custa R$ 160.

KLIP Carenet – o biossensor que vai te ajudar a viver mais

O TecMundo já teve a oportunidade de conhecer KLIP Carenet e tivemos boas impressões a respeito desse produto. Trata-se do primeiro dispositivo vestível de saúde do mercado brasileiro e tem como objetivo resolver problemas básicos, ajudando os seus usuários a aprimorar várias atividades do dia a dia.

O seu funcionamento se destaca de outros vestíveis por não ficar bombardeando as pessoas com uma série de informações que ele coleta. O KLIP capta os dados e os exibe no aplicativo para smartphone, mas as mudanças, evidentemente, precisam ser conduzidas por cada um.

A Carenet tentou transformar todo esse processo de cuidado com a saúde em algo divertido e descomplicado. O seu app permite acompanhar e compartilhar os resultados com amigos, treinadores e até médicos. A ideia era combinar desafios similares a jogos, a comunidades, métricas exclusivas e dispositivos inovadores.

O KLIP pode ser fixado em várias partes do corpo e, antes de dormir, o usuário precisa prendê-lo em uma pulseira que acompanha o produto. Dessa forma, o aparelho consegue monitorar a qualidade do sono oferecendo informações úteis para as pessoas que passam por distúrbios ou querem acompanhar como andam as noites bem dormidas.

Esse vestível pode ser adquirido através do site da Carenet, empresa que concebeu e fabrica o KLIP. O preço do aparelho é de R$ 199.

Especificações técnicas (informações retiradas do site da Carenet)

  • Dimenões: 5,8 cm x 2,15 cm x 0,15cm
  • Peso: 11,5 gramas
  • Bateria: polímero de lítio recarregável
  • Display: tela OLED
  • Memória: não informado

--

O que vocês acharam da nossa seleção? Conheciam algumas dessas opções brasileiras? Ficou interessado em alguma delas? Conte-nos a sua opinião no campo dos comentários!

Cupons de desconto TecMundo: