A Microsoft é mais uma empresa a entrar na área dos dispositivos vestíveis. Ao contrário do que era esperado (e confirmado algo que foi especulado somente uma vez), a empresa não terá um smartwatch tão cedo — mas apresentou uma plataforma na área da saúde e um produto que funciona quase da mesma forma.

A Microsoft Band é pulseira inteligente dedicada ao acompanhamento de atividades físicas, além de servir como uma agenda pessoal portátil. A função principal segue a linha das rivais: coletar e exibir dados como taxa de batimentos cardíacos, passos, calorias gastas e qualidade do sono — tudo isso operando durante 24 horas por dia. Há ainda um mapeamento GPS próprio, sem precisar da localização de um tablet ou smartphone, e um sensor que detecta a intensidade da luz ultravioleta do ambiente. Você pode criar planos detalhados de atividades físicas que serão controlados pela smartband.

Mas a pulseira age também como uma espécie de assistente pessoal: a partir de notificações, ela é capaz de exibir informações como hora local, mensagens de texto ou chamadas recebidas, recados ou atualizações em redes sociais, emails, dados sobre previsão do tempo, clima e alarmes — isso quando pareado via Bluetooth 4.0. A Microsoft Band pode ser sincronizada com aparelhos Android (a partir do 4.3), iOS (iPhone 4S ou superior) ou Windows Phone (com atualização 8.1).

Caso você utilize um aparelho pareado com Windows Phone 8.1, é possível anotar recados e até cadastrar alarmes usando comandos de voz da Cortana.

Especificações técnicas

  • Tela: 1,4" TFT colorida (320x106 pixels) e capacitiva de 1,1 x 3,3 cm
  • Bateria: duas de 100 mAh (48 horas de uso normal sem GPS; carrega totalmente em menos de uma hora e meia)
  • Sensores: acelerômetro, monitor cardíaco, girômetro, GPS, detector de luz ambiente, capacitivo, ultravioleta, de temperatura da tela, condutividade da pele e microfone
  • Conecitividade: USB (recarga) e Bluetooth 4.0
  • Temperatura de funcionamento: de -10°C a 40°C 
  • Resistência: poeira e água

Dobrar, mexer, puxar, esticar

A Microsoft Band é feita de um elastômero termoplástico (ou borracha termoplástica), um polímero reciclável que pode ser moldado a uma forma final sem perder flexibilidade. O display é colorido e sensível ao toque e pode ser lido sem problemas mesmo em ambientes bem iluminados. A personalização do plano de fundo da tela, incluindo as cores, está confirmada.

Por ser flexível e confortável, ela pode ser usada de duas formas: como se fosse um relógio, com o painel no mesmo sentido das costas da mão (voltado para "fora"), ou no lado inverso, exigindo que você apenas gire o braço para consultar o conteúdo.

Microsoft Health

O "sistema operacional" da Microsoft Band nada tem a ver com o Windows. Trata-se da plataforma Microsoft Health, que também foi anunciada. Trata-se de uma série de aplicativos que funcionam na nuvem e servem para gerar guardar e utilizar os dados coletados pela pulseira.

E ele será uma espécie de conselheiro: o Microsoft Health que diz, por exemplo, se você precisa descansar um pouco depois dos exercícios ou quantas calorias ainda precisam ser queimadas na atividade do dia. Quanto mais uso você fizer, mais inteligente a plataforma fica. Ele pode ser alimentado com dados de outras pulseiras

Disponibilidade

Já equipada com o Microsoft Health e disponível em três tamanhos, a pulseira Microsoft Band começa a ser vendida a partir de hoje (30) nos Estados Unidos pelo site da fabricante, sem informações sobre a disponibilidade do acessório no resto do mundo. O preço sugerido é de US$ 199,99.