Os dispositivos eletrônicos vestíveis (como os smartwatches) estão há pouco tempo no mercado, porém lentamente estão se estabelecendo e caindo no gosto do público, que primeiro deve entender o quão úteis eles realmente podem ser ou se são somente algo passageiro.

Pensando em analisar como está esse cenário atualmente, o grupo de monitoramento de varejo GFK entrevistou mais de 1000 pessoas para saber quais são os comportamentos desses consumidores.

Um dos pontos que foi ressaltado nas pesquisas é o fato de 33% das pessoas abandonarem os seus dispositivos após seis meses de uso. Isso pode ser explicado pelo fato de que esses aparelhos foram dados como bônus a algumas pessoas quando elas compraram smartphones ou tablets, então não eram algo essencialmente desejado pelo consumidor. Eric Micigovsky, chefe executivo da Pebble, disse que inicialmente as pessoas utilizam os seus aparelhos só para visualizar notificações, sendo que não percebem todo o potencial do dispositivo e às vezes o deixam de lado por desconhecimento de funções.

De acordo com ele, ao longo do tempo os consumidores percebem muito mais funcionalidades que podem utilizar com os smartwatches, como controlar o termostato e outros aparelhos domésticos. Apesar de terem recebido bastante destaque nos últimos meses, os smartwatches só somam 11% do mercado de aparelhos vestíveis, de acordo com relatório da GFK (dados dos Estados Unidos). Os aparelhos mais populares são os monitoradores de saúde, que somam 39%, seguidos dos computadores de pulso, que totalizam 26%. Em terceiro lugar temos as câmeras da GoPro, com 24% desse mercado.

Alto preço é o principal empecilho

Conforme revelaram os entrevistados, o que impede o mercado de dispositivos vestíveis crescer é o alto preço dos produtos desse segmento. 28% das pessoas afirmaram que o preço é mais importante do que o visual e que esse é o fator determinante no momento de comprar ou não o produto. De acordo com Micigovsky, o lançamento do Apple Watch só deve movimentar e impulsionar mais as vendas dos aparelhos vestíveis como um todo.

O executivo da Pebble disse que o aparelho já vendeu mais de 400 mil unidades e que as vendas não diminuíram com o lançamento de smartwatches da Samsung, LG e Motorola – e é esperado que o no caso da Apple isso seja repetido. As pesquisas da GFK também revelaram algo bastante importante: que o sexo do consumidor pode definir qual produto ele irá comprar. Homens preferem dispositivos que fiquem fixos em cintos, tênis ou camisas, enquanto as mulheres preferem braceletes, anéis e colares.

Cupons de desconto TecMundo: