Infelizmente, crimes que envolvem assassinatos em massa se tornaram muito comuns nas últimas duas décadas — sendo que grande parte dos casos aconteceu lá nos Estados Unidos. Por causa disso, o site Federal Charges decidiu utilizar um software chamado Psychomorph para descobrir "como se parece o atirador em massa" americano.

Com fotos de 39 atiradores envolvidos em crimes deste tipo  nos últimos 34 anos, o software fez uma "média" da aparência dos criminosos e chegou a uma conclusão bem assustadora: o atirador-médio poderia ser qualquer pessoa que esteja nas escolas, escritórios ou lojas; ele tem pele branca, cabelo escuro e olhos escuros. Confira abaixo:

Reprodução / Federal Charges

O site também foi além e fez a média do rosto de atiradores envolvidos em tiroteios dentro de escolas e faculdades. Nesse caso, novamente existe uma aparência muito comum nos criminosos. Com base em 17 casos, o Federal Charges descobriu que o atirador-médio nesse caso seria um rapaz branco e que tenha perto de 20 anos.

Reprodução / Federal Charges

Por fim, também foi feita uma análise dos atiradores envolvidos em tiroteios dentro de escritórios. Novamente, vemos um padrão norte-americano de homem branco com olhos e cabelos castanhos. Neste caso, o Federal Charges ainda aponta que há um certo padrão nos fatores que levam os atiradores a cometer os crimes: demissões recentes ou empregados insatisfeitos.

Reprodução / Federal Charges

Como ressalta o Mashable, o resultado disso mostra que mais de 50% dos casos analisados envolve atiradores brancos. Os estudos do Federal Charges revela que isso significa três vezes mais frequência de atiradores brancos em relação a negros. O estudo também revela que pessoas oriundas do Oriente Médio representam apenas 4% dos casos.

Reprodução / Federal Charges

Será que softwares como o utilizado neste estudo podem fazer com que crimes no futuro sejam evitados? Ou o fato de os rostos serem muito comuns dificulta qualquer ação preventiva?

Cupons de desconto TecMundo: