A Snap, companhia responsável pelo Snapchat, registrou uma queda de 17% no valor de suas ações depois de publicar o seu segundo relatório fiscal trimestral como uma empresa de capital aberto. Isso aconteceu porque, apensar da companhia ter melhorado alguns números de audiência, aumentou significativamente o rombo em suas contas com um prejuízo de US$ 443 milhões no último trimestre.

Esse valor é praticamente quatro vezes maior do que o das perdas registradas no mesmo período do ano passado, e não teve conversa de Evan Spiegel que fosse capaz de melhorar os ânimos dos investidores. Com isso, a Snap está operando com o menor valor por ação desde seu lançamento na bolsa em março deste ano, 33% abaixo do preço original de lançamento.

Tem que bater a meta

Além desse prejuízo acima das expectativas de Wall Street, outras marcas também ajudaram a espantar os investidores da Snap. A base de usuários ativos diariamente cresceu 7,3 milhões nos últimos três meses, chegando ao total de 173 milhões de pessoas, mas as estimativas mais modestas eram de que esse número chegaria a 175 milhões. A receita, por sua vez, aumentou significativamente, tendo crescimento de 153%, para US$ 182 milhões. A expectativa, por outro lado, era de que a empresa marcasse US$ 186 milhões nesse período.

Com tudo isso somando, as pessoas que estavam animadas para comprar as ações da companhia no início agora estão em dúvida se de fato colocaram seu dinheiro no cavalo certo. Mas é interessante ressaltar que a concorrência com Google e Facebook pelo mercado de publicidade online é bastante cruel.

Os produtos dessas duas empresas atingem bilhões de pessoas e, por isso, atraem bilhões de dólares de anunciantes. Somente as sobras ficam com empresas “pequenas” como a Snap, que tem um produto que perdeu seu momento para as cópias do Facebook no Instagram, no WhatsApp, no Messenger e no próprio app da rede social. Além disso, há rumores de até a Google esteja preparando seu próprio ataque contra o Snapchat.

Cupons de desconto TecMundo: