Quando foi eleito, o ministro-chefe do estado indiano de Tripura, Biplab Deb, nem imaginava que ganharia fama internacional por um motivo inusitado. Ou imaginava, dada a natureza da declaração que fez nesta semana.

Na era Trump — em que políticos apresentando falas repletas de abobrinhas parece estar virando moda , o sr. Biplab despertou olhares de incredulidade durante um workshop na cidade de Agartala, quando disse que a internet e outras tecnologias avançadas — como os satélites, por exemplo  foram inventadas por ancestrais indianos milhares de anos atrás.

Sim, a audiência fez essa mesma careta que você deve estar fazendo nesse momento.

E não foi um jogo de palavras nem um erro de linguagem; ele realmente defende essa tese! A justificativa, segundo o ministro, é de que não há a menor chance de uma obra epopeica de tamanho tão monumental quanto o Mahabharata ter sido escrita sem a ajuda de tecnologias como as que o político citou.

2

"As pessoas de mentalidade limitada acham difícil acreditar nisso. Eles querem menosprezar sua própria nação e pensar bem de outros países. Acredite na verdade. Não fique confuso e não confunda os outros", disse o ministro em seu discurso durante o evento sobre o Sistema Público de Distribuição do país.

Tudo bem que o texto do Mahabharata escrito em sânscrito tem mais de 74 mil versos. Hoje em dia, pensar em redigir tudo isso sem sequer fazer uma busca no Google é realmente inimaginável, mas 5 mil anos atrás, quando foi publicado o épico indiano escrito por ninguém menos do que Krishna Vyasa  quase um deus para os hinduístas , essa ideia era totalmente plausível, e é provável também que ele tenha tido ajuda.

Políticos polêmicos problematizam

O mais curioso é que, acreditem se quiser, Biplab Deb não é o único a sugerir o pioneirismo indiano em alguns aspectos inusitados.

4

Até mesmo o primeiro-ministro da nação em questão, Narendra Modi, já deu uma declaração polêmica dizendo que, na verdade, as cirurgias estéticas já existiam na Índia antiga, séculos e séculos antes de se popularizarem no mundo.

Em setembro de 2017, o ministro da Educação do país asiático, Satyapal Singh, deu a entender que a primeira menção ao avião foi, na verdade, feita no texto épico hindu Ramayana.

No entanto, apesar de surpreendentes, nenhuma dessas declarações alcançou tanta projeção quanto a mais recente. A fala, claro, caiu nas graças do Twitter, e o nome do Ministro Biplap Deb entrou para os Trending Topics da rede social.

Ministro indiano é ridicularizado por alegar que ancestrais tinham internet via Mega Curioso