Um dos maiores sucessos cinematográficos do começo de 2016, Deadpool vem agradando tanto ao público quanto à crítica. O que poucos sabem é que a sequência de abertura do filme, feita totalmente em CG, deixou a renderização com uso de CPUs de lado e foi feito com o uso de GPUs da NVIDIA.

O diretor do longa do Mercenário Tagarela é Tim Miller, cofundador de uma aclamada empresa de efeitos visuais e animações Blur Studio – empresa contratada para produzir o início de Deadpool. O primeiro passo para isso foi produzir os assets que seriam utilizados na sequência, o que foi feito por meio do Autodesk 3ds Max.

Já a renderização propriamente dita foi realizada no V-Ray RT, programa do Chaos Group que usa GPUs a NVIDIA e, segundo a fabricante de placas de vídeo, consegue concluir o processo até 15 vezes mais rápido do que softwares que usam CPUs. No caso de Deadpool, o Blur Studio utilizou workstations HP Z840 equipadas com GPUs Quadro M6000.

O que você achou dos efeitos de computador no filme do Deadpool? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: