Vistos um dia como o “futuro dos automóveis”, os carros voadores atualmente são tratados mais como um conceito interessante do que como um produto viável. Entre os obstáculos que impedem que a tecnologia se desenvolva está o fato de que veículos do tipo simplesmente seriam caros demais para um dia criarem um grande mercado consumidor.

Mesmo diante da situação, a companhia eslovaca AeroMobile continua a investir na ideia e deve apresentar no dia 29 deste mês seu terceiro protótipo no Pioneers Festival, na Aústria. Embora ainda esteja longe de chegar às sua forma final, o carro já provou que é capaz de realizar voos de maneira eficiente e relativamente segura.

Embora a solução empregada pela fabricante não seja exatamente elegante — além de a beleza do veículo ser contestável, o fato de suas asas ficarem dobradas no banco do passageiro não o tornam exatamente discreto. Segundo a empresa, o protótipo tem espaço para duas pessoas e pode percorrer uma distância máxima de aproximadamente 700 quilômetros.

Segundo a AeroMobile, a novidade usa gasolina comum, o que deve ajudar a popularizá-lo caso algum dia ela chegue ao mercado consumidor final. Até o momento, não há qualquer previsão de quanto a companhia pretende cobrar por seu carro voador, tampouco indícios de quando sua versão final pode ser produzida.