O dia de trabalho na Apple nesta quarta-feirA (27) não foi igual a todos os outros. A polícia da região de Cupertino está investigando uma morte dentro do campus da empresa.

As informações ainda não estão muito claras, mas aparentemente um jovem empregado de origem hispânica foi encontrado morto dentro de uma das salas de conferência do quartel-general da companhia.

Segundo o site TMZ, o áudio original da chamada feita para a polícia californiana ainda fala de uma "funcionária mulher com um ferimento na cabeça" que teria sido escoltada pela segurança do campus. Testemunhas oculares confirmam que isso aconteceu, mas a polícia negou a versão e citou apenas o óbito.

O que se sabe até agora

Uma porta-voz da Apple falou sobre a morte, mantendo o nome da vítima em sigilo. "Estamos de coração partido pela trágica perda de um jovem e talentoso colega. Enviamos nossas condolências para família e amigos, incluindo as várias pessoas que trabalhavam com ele aqui na Apple. Estamos trabalhando para apoiar a todos do jeito que pudermos nesse momento difícil", disse a representante.

Em determinado momento, o áudio da polícia cita o código 10-56 para a ocorrência, que significa "pedestre intoxicado" ou, às vezes, suicídio. Os médicos legistas passaram horas na sala de conferências do campus, que fica no número 1 da Infinite Loop, mas ainda não divulgaram qualquer resultado da investigação. Funcionários da Apple tiveram a opção de ir para casa após o incidente.

Vale lembrar que a empresa passa atualmente por uma fase difícil: além do corpo encontrado, as vendas do iPhone despencaram e o lucro da empresa caiu pela primeira vez nos últimos 13 anos.

A Apple está ditando as tendências para o mundo tecnológico? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: