Microsoft deve controlar atualizações do Windows 10 em portáteis

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft deve controlar atualizações do Windows 10 em portáteis
Avatar do autor

Você já deve estar cansado de saber que um dos grandes desafios que a Google enfrenta em seu sistema operacional portátil é a fragmentação, não é mesmo? O processo de atualização do Android é bem complexo e envolve não apenas a desenvolvedora, mas também as fabricantes de aparelhos e as próprias operadoras precisam realizar ajustes nele. É um processo bem árduo — como você pode conferir neste infográfico.

Quem também sabe disso tudo é a Microsoft! E é por isso que a empresa de Redmond está querendo tomar o controle das atualizações do Windows 10 para portáteis, evitando que o mercado fique fragmentado como o do Android. As informações surgiram nessa semana e fazem bastante sentido, principalmente pelo fato de que isso facilitaria bastante os planos da empresa de criar um ecossistema multiplataforma.

Hoje, a Microsoft já sofre com atrasos de atualização por causa das operadoras em diversos países — e isso tende a pior, ao passo em que mais aparelhos devem começar a ser produzidos com o sistema operacional Windows 10. Com isso, a empresa também pretende manter os aparelhos mais estáveis e seguros, tendo total liberdade de lançar atualizações menores quando necessário e diretamente para os consumidores.

As informações são da própria Microsoft — enviadas por meio de um comunicado para os clientes coorporativos do Windows — e espera-se que elas sejam oficializadas em breve. Também há confirmações de que isso valerá para aparelhos do mercado Business e também para consumidores individuais. Ou seja: se você possuir um smartphone com Windows 10, pode ter certeza de que as atualizações serão bem mais rápidas do que as atuais.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Microsoft deve controlar atualizações do Windows 10 em portáteis