(Fonte da imagem: Reprodução/AppsZoom)

Fato: jogos de progressão vertical com aviões (também conhecidos como “jogos de navinha”) não são populares como outrora. Mesmo assim, é bom quando as empresas decidem resgatar esse gênero, como a Gumi fez ao lançar 1942 para iOS e Android.

A experiência em 1942 é agradável e não exige muito do jogador. É preciso apenas guiar a nave, já que os disparos são automáticos. Mas não se engane, pois essa facilidade serve apenas para mascarar o seu maior desafio: sobreviver.

Em busca da maior pontuação

A meta em 1942 não é chegar ao final de uma fase e derrotar um chefe, mas sim obter a maior pontuação antes de morrer. Inimigos importantes até existem, mas eles aparecem conforme você progride.

(Fonte da imagem: Reprodução/GameBiz)

Ainda que esses inimigos não estivessem no caminho, o jogo por si só já vai se tornando difícil gradativamente: atirar sem parar significa mais coisas se movendo na tela, e consequentemente depois de um tempo você começa a se perder entre os seus disparos e os dos adversários.

E foi aí que o jogo deu mais uma prova de uma ideia bem executada, pois isso o incentiva a eliminar os inimigos mais rápido. Dessa forma, sobra tempo para descansar um pouco e, de quebra, pegar todos os itens derrubados pelos adversários, como moedas que aumentam o placar e melhorias para a nave.

A matança de oponentes, aliás, desencadeia uma sequência de combos que, ao atingir 50 eliminações, ativa um efeito chamado Fever Time, no qual cada eliminação rende ainda mais pontos.

Há ainda outras ajudas para o jogador trilhe seu caminho até a pontuação mais alta, como uma barra de energia para a nave (adeus morrer ao ser atingido uma vez) e suporte aéreo que elimina todos os inimigos comuns da tela em poucos segundos.

O Tecmundo viajou para a G-Star 2013 a convite da Nurigo Games.

Cupons de desconto TecMundo: