Eu tenho uma teoria de que, a cada nova geração, os portáteis estão cada vez menos portáteis. E não estou falando em questão de tamanho — apesar de o Nintendo 3DS XL ser a prova de que isso também é verdade —, mas em termos de autonomia. Enquanto as pilhas do meu Game Boy Color duravam dias, eu preciso estar sempre perto de uma tomada caso queira aproveitar algumas horas no PlayStation Vita. Quanto mais recursos o aparelho tem, mais dependente de recarga ele fica.

E parece que não sou o único a pensar assim. Tanto que o pessoal do Family Gamer TV decidiu fazer um teste e colocou nada menos do que 21 consoles de bolso lado a lado para ver qual deles iria desligar primeira por conta da falta de energia. Para isso, eles reuniram desde o velho Game Boy — aquele “tijolão” — até o recém-lançado 3DS XL. Edições especiais e variações de um mesmo aparelho também foram analisadas, assim como duas gerações de iPod Touch.

E como é de se imaginar, os dispositivos mais recentes foram os primeiros a tombar diante da falta de um carregador, a começar pelo PSP em menos de quatro horas. O Game Boy Color, por outro lado, se mostrou um guerreiro que aguentou exatas 35 horas e 45 minutos. Saudades de quando eu podia levar meus Pokémon para todos os lados e comprar um pacote de pilhas uma vez por mês.

(Fonte da imagem: Reprodução/Family Gamer TV)

Por outro lado, essa comparação é realmente injusta. Ainda que as gerações antigas tenham uma autonomia muito maior, a quantidade de recursos era consideravelmente menor. Isso sem falar do fato de que, até o Game Boy Advance, a tela dos portáteis não era iluminada, o que representa uma economia significativa de energia. E os próprios jogos da época exigiam menos do hardware do que acontece atualmente.

No entanto, mesmo sabendo disso, não consigo deixar de sentir falta do tempo em que o portátil fazia jus ao nome toda vez que tenho de caçar meus carregadores.

Fonte: Family Gamer TV

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: