O mês de julho é, por tradição, um período um pouco morto em termos de lançamentos. Como os anúncios realizados na E3 só chegam aos consoles no final do ano, as empresas aproveitam esse momento de férias de verão nos Estados Unidos para dar um descanso aos jogadores. Afinal, como acompanhar a grande quantidade de jogos com o pouco tempo e dinheiro disponível?

É por isso que essa pausa é bem-vinda, principalmente para os brasileiros. Como os títulos chegam às lojas a um preço não tão acessível, a redução na quantidade de novidades nesse início de semestre é uma ótima oportunidade para tirarmos o atraso de jogos que deixamos para trás nos primeiros meses do ano.

E em 2012, as coisas não foram diferentes. A quantidade jogos que chegaram a todas as plataformas foi enorme, o que fez com que bons games passassem um pouco despercebidos. E é por isso que o BJ decidiu fazer essa “pequena” lista com alguns dos lançamentos deste ano que você pode não ter conferido, mas que merecem ser jogados nessa época de vacas magras da indústria.

Os grandes blockbusters

Como não poderia deixar de ser, não podemos começar esta lista sem citar alguns dos principais títulos que chegaram ao mercado em 2012. São aqueles lançamentos cercados por uma grande expectativa e dezenas de notícias diárias sobre rumores ou detalhes de desenvolvimento.

Afinal, quem não se empolgou com a tão esperada chegada de Diablo III ou com a investida brasileira de Max Payne 3? A tão aguardada — e polêmica — conclusão de Mass Effect 3 também animou os fãs por um bom tempo e prendeu os jogadores diante de seus consoles.

(Fonte da imagem: Reprodução/Rockstar Games)

Por isso, confira a lista com alguns dos melhores títulos desse primeiro semestre e veja se você não deixou nenhum para trás.

É muito provável que você tenha jogado pelo menos um dos jogos listados aqui, principalmente porque eles abrangem diversos gêneros, indo do clássico RPG aos esportes. Como você conferiu nos últimos meses aqui no BJ, todos eles ganharam boas notas em suas análises, o que faz com que cada um dos nomes citados seja garantia de diversão nesses tempos frios de inverno.

Olhando para trás e recuperando o tempo perdido

No entanto, não é desses jogos que queremos falar. Como dito, você certamente já conferiu algum deles — ou todos, caso você seja um maníaco por novidades —, o que significa que outros títulos igualmente bons podem ter passado despercebidos ao longo dos últimos meses. Sabe a votação de “Melhor Jogo que Ninguém Jogou” que aparece nos Melhores do Ano do BJ? Pois queremos que a lista de indicados seja bem menor em 2012 e que todos tenham a oportunidade de conhecer esses lançamentos menos “apelativos”.

(Fonte da imagem: Reprodução/Capcom)

Mas vamos deixar o papo-furado de lado e conferir que jogos são esses.

Resident Evil: Chronicles HD Collection (PS3)

Se você não vê a hora de colocar suas mãos em Resident Evil 6, é possível se preparar para o retorno da série com Resident Evil: Chronicles HD Collection. O game traz dois títulos lançados para o Wii e apresenta uma abordagem diferenciada da série, recontando a clássica história a partir de uma perspectiva em primeira pessoa. Apesar de a mecânica não lembrar em nada os clássicos, o jogo consegue ser muito melhor que a bomba que foi Operation Raccoon City. No entanto, a coletânea é recomendada apenas para quem possui o PlayStation Move, já que o uso do Dual Shock 3 é terrível.

The Walking Dead (PC, PS3, Xbox 360)

Ainda no clima de zumbis, a popular série de TV — que por sua vez foi inspirada em uma história em quadrinhos — também recebeu uma adaptação digna de estar nessa lista. Os dois episódios de The Walking Dead lançados até agora surpreenderam muita gente e é uma ótima pedida para quem procura boas histórias. Só não espere passar muito tempo diante do jogo, pois cada capítulo pode ser concluído em poucas horas.

Lollipop Chainsaw (PS3, Xbox 360)

Para concluir o momento morto-vivo, nada melhor do que decepá-los de uma maneira nada convencional. Lollipop Chainsaw abusa de elementos bizarros e totalmente aleatórios para apresentar uma história em que uma líder de torcida tenta acabar com um apocalipse zumbi usando apenas uma motosserra e uma roupa que mostra mais do que deveria. A jogabilidade repetitiva é facilmente compensada pela diversão insana digna de Suda51.

(Fonte da imagem: Reprodução/Grasshopper Manufacture)

Silent Hill HD Collection (PS3, Xbox 360)

Enquanto Silent Hill: Downpour dividiu opiniões em todo o mundo, dois dos jogos mais marcantes da franquia retornaram em uma versão remasterizada que consegue mostrar o porquê de a cidade amaldiçoada ter se transformado em sinônimo de terror nos video games. Mesmo com alguns probleminhas técnicos, Silent Hill HD Collection é uma ótima pedida para quem quer passar um pouco de medo nessas férias.

Alan Wakes American Nightmare (PC, Xbox 360)

Um dos grandes exclusivos do Xbox 360 retorna com uma nova história repleta de mistério, suspense e terror. Para isso, o título usa muito bem o conceito de luz e sombras para criar uma ambientação tensa e capaz de manter o jogador tenso a cada segundo.

LEGO Batman 2: DC Super Heroes (PC, PS3, Xbox 360)

Dando continuidade aos jogos da série LEGO, o Homem-Morcego retorna repleto de novidades a esse universo de brinquedo. Ainda que tenhamos a mesma mecânica que muitos adoram — ou simplesmente odeiam —, o game inova ao colocar, pela primeira vez na franquia, diálogos para os personagens, permitindo a criação de um enredo mais interessante, assim como um mundo aberto a ser explorado. Além disso, também temos a presença de outros heróis da editora, como o Superman e o Flash.

(Fonte da imagem: Reprodução/TT Games)

Gotham City Impostors (PC, PS3 e Xbox 360)

Ainda no clima super-heróis, temos uma versão totalmente distorcida do universo do Batman. Isso porque você não controla o Cavaleiro das Trevas em Gotham City Impostors, mas um grupo de pessoas que se veste como o personagem para enfrentar os admiradores do Coringa. Para isso, temos um FPS divertido e que consegue criar um pouco de variedade em um gênero em que as novidades estão cada vez mais raras.

Journey (PS3)

São poucos os jogos que consegue criar uma comoção tão grande entre os jogadores como aconteceu com Journey. O título não traz uma história clara, tampouco uma narrativa definida. Tudo o que você precisa fazer é seguir em uma jornada por um mundo vazio. Apesar de a descrição não parecer ser algo empolgante, acredite: trata-se de uma das experiências mais incríveis de 2012.

Xenoblade Chronicles (Wii)

Para quem achava que já estava na hora de aposentar seu Wii, Xenoblade Chronicles veio para mostrar que o console ainda tem muito a oferecer em termos de diversão. Com um mundo bem amplo, um visual de respeito e um sistema de combate empolgante, o RPG é uma ótima pedida para os fãs do gênero. Só cuidado para não se perder entre uma missão e outra!

SSX (PS3, Xbox 360)

Quis aproveitar as férias para realizar um esporte radical de inverno, mas a verba estava baixa e a viagem para Bariloche teve de ser cancelada? Não tem problema, pois você pode emular a experiência em SSX, que vai colocá-lo em diversos pontos do mundo para bancar o snowboarder em trechos mortais.