Se você é um gamer de longa data, certamente já deve ter se perguntado por que os inimigos em boa parte dos jogos de FPS vêm correndo como loucos em sua direção, em vez de se esconderem e atirarem de trás dos obstáculos. Ou por que os terroristas do Metal Gear Solid insistem em passar pela porta onde tantos já caíram sob a mira do Snake.

Freddie Wong também é um gamer, mas que não se limitou a apenas fazer essas perguntas. Usando suas habilidades cinematográficas somadas ao poder da edição de vídeo, ele começou a criar e divulgar sequências que trazem um pouco dessas situações peculiares para a vida real.

Cem milhões de exibições depois, ficou claro que são muitos os jogadores que gostam das ideias de Freddie, materializadas em sequências que mostram algumas dessas “bizarrices” do mundo dos jogos. O Baixaki/Tecmundo preparou esta seleção com as melhores obras do canal freddiew no YouTube, regadas a muitas armas, balas e sangue. Confira!

Splinter Cell – O assassino de lâmpadas

O jogo de espionagem tática Splinter Cell é reconhecido como uma das melhores experiências de infiltração stealth. No game, o jogador precisa estar constantemente preocupado em esconder sua presença na escuridão, com direito até a atirar nas lâmpadas do cenário para diminuir a luz ambiente.

Com o controle na mão, parece que não tem nada demais nisso, mas esse vídeo estrelando Freddie mostra o quanto essa situação seria improvável na vida real.

Gamer Commute – Uma manhã na vida de Freddie

Já essa compilação mostra como seria uma manhã “ideal” na vida de Freddie, em um mundo em que as possibilidades de jogos como GTA 4 e Halo fazem parte do dia a dia. O vídeo mostra referências a vários games diferentes, deixando para o espectador identificar quais são elas.

Minas Claymore

Uma das armas mais características da série Metal Gear são as minas terrestres “Claymore”. Se for usado corretamente, este dispositivo pode ajudar você a aniquilar um batalhão inteiro, explodindo para os ares qualquer inimigo que se aproximar deles.

Para mostrar essa possibilidade, Freddie materializou a ideia de uma maneira ainda mais extrema, armando as minas de proximidade bem em frente a uma porta, onde os inimigos fazem “respawn” infinito.

Mario Kart na vida real

Jogar bananas no adversário ou tirar eles da pista usando cascos de tartaruga pode funcionar muito bem nos jogos de corrida da Nintendo, mas Freddie usou sua câmera e uma pista de Kart de verdade para mostrar como isso seria fora do console.

O resultado é impressionante: a edição de vídeo do gamer cineasta conseguiu retratar a experiência de Mario Kart com uma fidelidade sem precedentes. Confira!

Future First Person Shooter

Por mais reais que os games de tiro em primeira pessoa pareçam, ainda é difícil de confundir uma imagem de Call of Duty: Modern Warfare com o mundo real.

Pensando nisso, Freddie resolveu filmar uma breve sequência mostrando como seria um jogo de FPS na realidade, com direito a detalhes como “Killcam”, mapa de orientação e até aquela setinha vermelha que aponta a direção de onde os tiros estão vindo. Imperdível.

Como nasceu o Rocket Jump

Imagine a seguinte situação: você está jogando Battlefield e está sobre o fogo pesado de um inimigo que, além de ter você acuado sob a mira de uma metralhadora, ainda está posicionado em um local inalcançável.

O que você faz? Provavelmente o mesmo que Freddie: use o seu lançador de foguetes para impulsionar você enquanto salta no ar, permitindo alcançar a posição do inimigo ao mesmo tempo em que ele é pego de surpresa!

Future of Motion Control Gaming