Recentemente, 20 líderes cientistas da Xerox participaram da IEEE Computer Vision/ Pattern Recognition, em Ohio, Estados Unidos, junto com pesquisadores da Google, do Facebook, da Microsoft Research, da Amazon e de algumas instituições acadêmicas. A conferência serviu para apresentar pesquisas com o foco em formas de tornar computadores “mais humanos”, imitando a maneira como o cérebro processa o pensamento e a visão.

“A Xerox mostrou em primeira mão o conhecimento sobre algumas indústrias, e é uma pioneira em ensinar computadores a extraírem análises significativas e acionáveis a partir de imagens e vídeos”, afirmou Raja Bala, principal cientista da Xerox em Webster, Nova York .“Embora tenha acontecido um progresso significativo nos últimos anos, uma série de desafios científicos precisam ser resolvidos”, finaliza.

Empresa anuncia pesquisas

A Xerox também apresentou algumas pesquisas durante a conferência nos Estados Unidos. Uma delas foi o detector de motoristas que utilizam telefones celulares enquanto dirigem. Nesse estudo, os cientistas da Xerox criaram um sistema com câmeras nas estradas que utilizam tecnologia de reconhecimento de padrões para detectar se um motorista está utilizando telefone celular ou não.

Outro projeto desenvolvido pelos pesquisadores da empresa pode transformar um smartphone em assistente de direção. Usando tecnologia de detecção facial, esse dispositivo estima a direção do olhar do motorista, por exemplo, e calcula se o condutor está distraído e sem atenção na estrada.

Imagens mais atraentes

Em parceria com a Harvard University, os pesquisadores da Xerox Europa também estudam o que atrai primeiro a atenção das pessoas quando elas olham para uma imagem. Assim, compreender do que é composto esse elemento vai permitir prever antecipadamente para onde as pessoas vão olhar diante de uma cena, um jogo ou uma foto.

Além disso, imagens e vídeos compõem 90% do tráfego diário da internet. Para explorar e utilizar esta enorme quantidade de dados, é necessária uma tecnologia que analise automaticamente determinada imagem e crie uma “assinatura visual” única que a diferencie de outros arquivos semelhantes.

Nesse sentido, a Xerox Research Centre Europe (XRCE) inventou e patenteou uma metodologia de última geração que cria assinaturas de forma extremamente compacta e fácil, confrontando métodos de aprendizagem profunda e atuais para problemas, como o reconhecimento da marca e do modelo de um carro, por exemplo.

Cupons de desconto TecMundo: