Que os tablets se tornaram uma das principais plataformas de jogos da atualidade, ninguém duvida. E um relatório da Juniper Research prevê que isso só deve aumentar: até 2019, a receita mundial gerada por jogos de tablets deve alcançar 13,3 bilhões de dólares, triplicando os valores atuais de “apenas” 3,6 bilhões.

Segundo o relatório, esse crescimento virá com uma série de fatores. Entre eles, temos o aumento na capacidade de armazenamento desses aparelhos, uma maior qualidade de gráficos gerada por eles e o crescimento da penetração da banda larga móvel – além de, é claro, da conveniência que essa tecnologia gera.

Investimentos, crowdfunding e monetização

Por outro lado, o próximo ano deve marcar o início de tempos difíceis para os desenvolvedores indie. Isso seria resultado dos mais de um milhão de apps espalhados pelas lojas virtuais, o que dificulta ao consumidor simplesmente estar ciente da existência do game. Com isso, será necessário um maior investimento para chamar a atenção deles; e isso, por sua vez, pode resultar em um aumento tremendo no número de projetos e crowdfunding.

A monetização cada vez maior de jogos para portáteis é outra questão inevitável. Para compensar a baixa penetração dos sistemas de pagamento online, as empresas podem se ver obrigadas a criar métodos de pagamento cada vez mais simples, por exemplo. Ao mesmo tempo, o uso de propagandas para aumentar o lucro são cada vez maiores, ao ponto de que apenas 6% dos jogos móveis continuarão sendo pagos até 2019.

Tablets vs Consoles

Por último, mas não menos importante, o relatório aponta algo que já vem ficando bastante claro nos anos mais recentes: essas tendências dos tablets devem se mostrar fortes ao ponto de obrigar os games para consoles e PC a seguir o mesmo caminho, ao mesmo tempo em que devem criar uma procura ainda maior por conteúdo digital. Mas eles também avisam que novas apostas, como as Steam Machines e o NVIDIA Shield, podem ser uma maneira de esse mercado contra-atacar.

Cupons de desconto TecMundo: