Ano passado a NVIDIA entrou no mercado dos consoles portáteis com o Shield, um excelente aparelho, mas que não fez muito sucesso mundo a fora. Agora, a empresa empresta o nome, já conhecido do público, para outro produto: o Shield tablet.

As informações foram divulgadas pelo site Videocardz, que conseguiu com exclusividades slides contendo a apresentação do produto. As imagens batem com aquela postada ontem (17) no TecMundo.

O gadget será um dos primeiros periféricos da empresa a trazer o Tegra K1 (o primeiro foi o MiPad, da Xiaomi), a nova geração de chipsets da empresa. A nova arquitetura foi anunciada no início do ano na CES 2014 e tem como grande diferencial a presença de 192 núcleos CUDA. Isso só é possível porque a NVIDIA está trazendo para os dispositivos móveis todo o poder da plataforma Kepler, que até então era exclusiva dos desktops.

Hardware de alto desempenho

O Shield tablet chega com uma tela de 8 polegadas, com resolução Full HD, 2 GB de memória RAM e CPU quad-core A15 de 2.2 GHz além, é claro, dos 192 núcleos CUDA para processamento gráfico.

O tablet estará disponível em duas versões diferentes: uma com 16 GB de armazenamento e apenas conexão WiFi por US$ 299 (R$ 666) e outra com 32 GB de armazenamento e conexões WiFi e LTE por US$ 399 (R$ 890).

Outra novidade que acompanha o eletrônico é o joystick Shield Controller, um joystick similar ao controle presente no portátil de mesmo nome e que parece uma mistura de controle de Xbox One e PlayStation 4. O dispositivo poderá ser adquirido por US$ 59 (R$ 131)

Os aparelhos devem estar presentes no mercado dia 29 de julho no Canadá e Estados Unidos; dia 14 de agosto na Europa e demais regiões no final de 2014.

O anuncio indica que esse pode ser o substituto do portátil Shield, lançado o ano passado, já que o direcionamento desse tablet é diretamente para os jogos.

Especificações

Cupons de desconto TecMundo: