(Fonte da imagem: Reprodução/Phandroid)

Assim como você já deve saber, benchmarks são testes de desempenho que são realizados para avaliar a maneira como diferentes aparelhos funcionam — recurso também utilizado para segmentar smartphones, tablets ou computadores como tops de linha, por exemplo. No entanto, isso não quer dizer que os resultados obtidos correspondem à realidade.

Para piorar, uma situação no mínimo estranha está colocando mais lenha na fogueira sobre a discussão de testes de desempenho. O pessoal do site Anandtech realizou benchmarks com a versão do Samsung Galaxy S4 que conta com o processador Exynos octa-core, obtendo resultados realmente altos — foram utilizados apps como o GLBench 2.5.1 e o Linpack.

Tá, mas e o que isso tem de errado?

O problema é que, através de uma investigação no sistema do aparelho, foi encontrado um programa chamado “BenchmarkBooster”. Como o nome já deixa indicado, a função desse software parece ser a de melhorar os resultados de testes de desempenho, de forma que o aparelho seja considerado melhor do que ele realmente é.

Em sua defesa, a Samsung emitiu um comunicado alegando que o modelo Galaxy S4 é feito para trabalhar com um clock alto em aplicativos de tela cheia — e os softwares de benchmark teriam se encaixado nessa categoria. No entanto, ela ainda não explicou o fato de haver um programa como “BenchmarkBooster” no seu sistema.

É claro que o software encontrado pode ser falso, mas esta história talvez tenha deixado os concorrentes da companhia sul-coreana com uma pulga atrás da orelha, não é?

Cupons de desconto TecMundo: