Teste de ancestralidade: entenda como funciona e o que detecta

4 min de leitura
Imagem de: Teste de ancestralidade: entenda como funciona e o que detecta
Imagem: Fonte: kjpargeter/Freepik/Reprodução.
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Os testes de ancestralidade, febre na Europa e nos Estados Unidos, agora também estão disponíveis no Brasil. Enquanto por lá há mais de 50 laboratórios especializados nos mais diferentes tipos de análises genéticas, por aqui há poucas empresas que oferecem o serviço.

Com o mapeamento genético proporcionado por esse tipo de teste é possível entender melhor traços da própria saúde, antever possíveis doenças de origem genética e até mesmo encontrar parentes perdidos. Entenda como o teste funciona e o que é possível identificar por meio da realização dele.

O que é ancestralidade

FamiliaFonte: Genera

Ancestralidade é a linhagem genética à qual um determinado indivíduo pertence. Por exemplo, se a pessoa tem genes comuns a europeus e africanos, é com o mapeamento genético proporcionado pelo teste de DNA que será possível descobrir de onde vieram seus antepassados.

Então, com um teste de ancestralidade é possível descobrir o percentual de cada região que compõe o DNA de uma pessoa. Exemplificando, resultado pode indicar que ela apresenta 52% de genes compatíveis com uma determinada população europeia (italiana, francesa, portuguesa...), 32% americana e 16% africana.

O que é DNA

O DNA (ácido desoxirribonucleico) é uma molécula que fica dentro de praticamente todas as células do nosso corpo e contém toda a informação genética de cada um de nós. Essas informações definem e regulam como somos e como funcionamos. Todo ser humano recebe metade do seu DNA por parte da mãe e a outra metade por parte do pai, de modo que, no decorrer das gerações, cada um de nós guarda informações sobre quem nos antecedeu.

Como funciona o teste de ancestralidade

FamiliaFonte: Saradhi Photography / Unsplash

Para entender o teste de ancestralidade é preciso observar a ciência por trás dele. A técnica utilizada para descobrir as origens de alguém consiste em analisar uma amostra de saliva coletada – nela, há células que contêm as suas informações genéticas. O DNA é extraído dessa amostra, por meio de uma série de processos – que incluem a exposição dela a produtos químicos e até mesmo girá-la a mais de 10.000 rotações por minuto (RPM).

Depois, o DNA é copiado até mil vezes, por meio de um processo denominado PCR (Polymerase Chain Reaction), que utiliza bases de DNA livres e a enzima DNA polimerase. Em ciclos de aquecimento e resfriamento, as moléculas de dupla hélice do DNA são divididas em duas, para que as bases livres possam se ligar de acordo com seu emparelhamento complementar (adenina com timina e citosina com guanina). Isso resulta em fitas individuais de moléculas de DNA idênticas à original.

O laboratório, então, adiciona a amostra de DNA a um chip, que examina especificamente o DNA autossômico do indivíduo – 22 dos 23 pares de cromossomos (menos os que determinam o sexo biológico) – em oposição à fita inteira. Assim, é possível localizar variantes na sequência genética, denominadas polimorfismo de nucleotídeo único (SNPs), que são as responsáveis por características de uma determinada população, como cor da pele e textura do cabelo.

Por fim, o chip passa por um processo de hibridização, que liga o DNA fabricado ao DNA original – o que torna possível identificar os SNPs herdados e sua localização no genoma. O processo é aproximadamente 99,9% preciso. O laboratório também compara os genes do participante do teste com os de outros usuários.

O que o teste de ancestralidade detecta

Teste de AncestralidadeFonte: Genera

Além da ancestralidade global e a linhagem específica de uma pessoa, os testes de ancestralidade conseguem mapear genes e indicar predisposições genéticas a doenças, como diabetes, Parkinson e Alzheimer; verificar quais medicamentos funcionam melhor para alguém e até mesmo indicar sua tolerância à lactose, cafeína e glúten. A busca de parentes também possível através do teste de ancestralidade, no entanto, se restringe ao banco de dados do laboratório em que é realizada a análise.

Teste Genera

Imagem: Teste de Ancestralidade Genera
Imagem: Tecmundo Recomenda

Teste de Ancestralidade Genera

Saiba mais sobre você, suas origens e seus ancestrais com o mapeamentos genéticos feito pela Genera. São 3 pacotes de exames, com diagnósticos de ancestralidade global, linhagem, bem-estar, doenças genéticas e mais.

No Brasil, o laboratório Genera é bastante popular por esse tipo de análise genética. Com três tipos de análises – desde uma mais simples, que busca ancestralidade global, linhagens e parentes, até a mais completa, que revela dados de saúde, bem-estar e tolerância a medicamentos –, o laboratório facilita o acesso ao teste Genera DNA, com parcelamentos em até 12 vezes e coletas em domicílio.

Segundo o site da Genera, o banco de dados da empresa conta com perfis populacionais de 40 regiões diferentes e um banco de dados genéticos com mais de 6.400 indivíduos – com genótipos retirados de publicações científicas e bancos de dados públicos, representando mais de 290 populações.

Conheça os planos oferecidos pela empresa.

Genera Básico

O teste Genera Básico oferece as análises "Ancestralidade Global", que faz um mapa que revela de onde vieram seus antepassados; "Linhagens", que mostra qual o caminho as mulheres de sua família percorreu – e também os homens, se você for um homem (a análise só é possível por meio do cromossomo Y, exclusivamente masculino); e a busca por parentes, na qual é possível encontrar possíveis parentes por meio de seu DNA.

Genera Standard

Além das funcionalidades descritas no plano Genera Básico, o Genera Standard oferece também dados de bem-estar. O teste apresenta cinco relatórios que mostram como o DNA influencia na rotina.

As análises genéticas incluem fatores nutricionais, como eficácia de determinadas dietas; fatores físicos, como resistência física e predisposição a lesões e obesidade; tipo de pele, incluindo risco de acne e fotoenvelhecimento; potencial de longevidade e características de personalidade.

Genera Completo

O teste de ancestralidade completo Genera oferece também as funcionalidades Genera Farma e Genera Health, ambas relacionadas à saúde. O relatório farmacológico promete mostrar quais medicamentos funcionam melhor para um indivíduo, de acordo com seu DNA – e analisa a exposição a 14 princípios ativos, como opioides, enquanto o relatório de Saúde analisa possíveis riscos genéticos para doenças como câncer. A detecção de risco inclui a análise de 26 doenças.

Teste de ancestralidade: entenda como funciona e o que detecta