De acordo com a empresa de segurança UpGuard, quase todos os eleitores registrados nos Estados Unidos tiveram os dados pessoais expostos na internet, na "maior exposição de dados já realizada até hoje". No total, foram dados de 198 milhões de eleitores, 61% da população norte-americana.

A Deep Root foi contratada pelo Comitê Nacional Republicano durante a campanha de Donald Trump

Os dados expostos incluíam nomes completos, datas de nascimento, endereço residencial, endereços de email, números telefônicos e até etnia e religião. As informações juntavam 1,1 TB de arquivos públicos e constavam sem qualquer proteção nos servidores da Amazon Web, com a Deep Root Analytics como dona desses dados. A empresa foi alertada e as informações sensíveis não estão mais disponíveis.

O motivo de uma companhia privada possuir todos esses dados? A Deep Root foi contratada pelo Comitê Nacional Republicano durante a campanha de Donald Trump, atualmente presidente dos EUA, em 2016.

A boa notícia é que esses dados não estão mais expostos. Do contrário, caso tivessem caído na mão de cibercriminosos, seria muito mais fácil espalhar um possível ataque hacker via engenharia social.

Cupons de desconto TecMundo: