(Fonte da imagem: Reprodução/Apple)

Um casal de chineses foi detido por ser acusado de vender a própria filha e usar o dinheiro arrecadado para comprar um novo iPhone e diversos artigos luxuosos, segundo o jornal britânico Daily Mail.

O casal, conhecido como senhor Zang e senhora Teng, colocou uma série de anúncios anônimos em um jornal oferecendo o bebê para "adoção", sendo que a criança ainda não havia nascido na época. O preço da negociação não foi divulgado, mas pode chegar a até US$ 8 mil (cerca de R$ 17 mil).

A polícia de Xangai acusou o casal de tráfico de seres humanos depois que os criminosos aceitaram uma oferta pelo bebê, que teria menos de um mês quando vendido. O dinheiro recebido foi imediatamente usado pelos dois na compra de uma série de itens de luxo, como peças de roupa e artigos esportivos, além de um novo modelo de iPhone, chocando as autoridades locais.

Em defesa, o casal afirmou que cedeu o bebê para outra família não porque queria usar o dinheiro, mas porque não tinha condições de criar mais uma criança (Zang e Teng já têm dois filhos). Eles, então, decidiram “dar uma vida melhor” ao novo herdeiro.

Cupons de desconto TecMundo: