A Google divulgou hoje em seu blog sobre o Chromium que conseguiu aprimorar a forma como o Chrome faz o carregamento dos arquivos Javascript na versão mais recente do navegador. Agora, a empresa consegue que seu browser carregue as páginas ao mesmo tempo em que analisa seus dados, acelerando todo o processo de navegação.

O chamado “streaming de código” do Chrome 41 permite que o navegador processe scripts assíncronos e deferidos assim que o download desses arquivos for iniciado, e não somente após sua conclusão – processo que antes não era simultâneo e acontecia passo-a-passo. Na prática, a melhoria significa que as páginas agora podem ser abertas 10% do mais rápido do que acontecia até então.

O armazenamento local de códigos também é uma novidade que deve ser inserida na versão seguinte do browser, o Chrome 42, para acelerar ainda mais o carregamento de sites que você visita com frequência. A gigante das buscas explica que, tradicionalmente, o navegador compila o Javascript de um site a cada visita, mas a nova versão faz um cache de código compilado em seu computador, que entra em execução ao acessar páginas costumeiras.

Segundo a Google, as novidades servem para economizar 40% do tempo de gasto com compilação, o que por sua vez reduz o consumo de energia da bateria de dispositivos móveis – além de acelerar a navegação, é claro. E você, o que achou da novidade? Deixe sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: