A Warner Bros. está avançando no desenvolvimento de mais um filme de seu grande planejamento cinemático ao escolher dois de seus roteiristas, Will Beall (Caça aos Gângsteres) e Kurt Johnstad (300 e 300: A Ascenção do Império), para escreverem roteiros separados para a adaptação de Aquaman nas telonas.

A prática tem se tornado comum recentemente: dois roteiristas trabalham cada um com sua visão do mesmo projeto e, depois, o estúdio pode escolher a melhor versão de script.

Isso ainda permite que a data de lançamento do filme seja anunciada, mesmo em fase de desenvolvimento, enquanto, nos bastidores, o projeto ganha um reforço para ser colocado com mais detalhes no papel.

Recentemente, foi noticiado que a Warner estaria planejando lançar nove filmes ainda não especificados que trariam para as telonas o universo da DC. Há uma data para 2016 e duas para cada ano de 2017 a 2020. Não está confirmado qual dessas possíveis datas estaria reservada para o filme do Aquaman.

Em junho, também saíram notícias de que Jason Momoa, mais conhecido por seu papel de Khal Drogo em Game of Thrones e por interpretar Conan no filme de 2011, teria assinado contrato para interpretar o Rei dos Mares — embora a Warner ainda não tenha feito esse anúncio oficial de escalação.

Em defesa do Aquaman

Aquaman é um dos personagens mais clássicos da DC, tendo sido criado em 1941 por Paul Norris e Mort Weisinger (editor da série Super-Homem na Era de Prata dos Quadrinhos e cocriador também do Arqueiro Verde e do Joel Ciclone). Fazendo parte da Liga da Justiça desde a origem da equipe em 1960, Aquaman ganhou mais reconhecimento do público com o lançamento da série animada Superamigos, na década de 70.

Além de sua conhecida — e muitas vezes ridicularizada — habilidade de se comunicar com os animais marinhos, o Aquaman possui muitos poderes úteis, entre eles a visão adaptada à falta de luz, a força, resistência e velocidade sobre-humanas quando fora da água, a capacidade de curar-se e revigorar-se extremamente rápido e o poder de exercer controle sobre as águas.

Inclusive, recentemente, Zack Snyder, diretor de Batman v Superman: Dawn of Justice — ou, pelo menos, um homem que dizia ser ele —, ligou ao vivo para uma rádio de Detroit para defender o Aquaman enquanto o personagem era ridicularizado pelos apresentadores do programa. “Não quero entregar nada do filme, mas, sabe, o Aquaman tem algumas habilidades muito legais”, disse supostamente Snyder. “O legal é o seu tridente, que pode, de fato, cortar a carne do Super-Homem se eles entrassem em contato — isso está no cânone”, ele continua.

“Ele é superforte, porque pode viver em superprofundidades, então, quando ele vem aqui para cima, fica forte como nunca”, continua. “Não estou dizendo que ele está no filme nem nada, mas ele tem potencial de ser bastante agressivo, é só o que digo”. Nem Warner ou o próprio Snyder confirmou, posteriormente, que era mesmo o diretor de Batman v Superman nesta ligação para a rádio, que causou grande repercussão na mídia especializada.

E você, ansioso por um filme do Aquaman?

Via Minha Série

Cupons de desconto TecMundo: