Nova tabela periódica indica a escassez dos elementos

2 min de leitura
Imagem de: Nova tabela periódica indica a escassez dos elementos
Imagem: Romolo Tavani/Shutterstock
Avatar do autor

A Sociedade Europeia de Química lançou neste mês uma versão atualizada da tabela periódica que indica a disponibilidade e a sustentabilidade de cada elemento no planeta. A novidade é que, agora, a tabela também passa a destacar os desafios ambientais ligados ao carbono.

Nova tabela periódica apresentada pela Sociedade Europeia de Química.Nova tabela periódica apresentada pela Sociedade Europeia de Química.Fonte:  EuChemS 

As novas cores atribuídas ao elemento chamam a atenção para diferentes aspectos: além do verde, da versão antiga, ele passa também a ser representado por vermelho e cinza.

Nessa nova versão da tabela periódica, os elementos de cor verde são aqueles de maior abundância no planeta, como é o caso de carbono, oxigênio, silício e hidrogênio.

Estão em vermelho os tipos de átomos que são ameaçados e podem desaparecer dentro dos próximo cem anos, como o hélio, que é usado no gás de balões de festas.

No caso do carbono, o maior risco está associado com a liberação de CO2 na atmosfera pela queima de combustíveis fósseis.

Esse poluente é um dos principais gases do efeito estufa, que leva ao aquecimento global, e por isso o elemento foi incluído na categoria. Ano passado as emissões de dióxido de carbono na atmosfera atingiram recorde.

Gases industriais são os principais emissores de dióxido de carbono. Gases industriais são os principais emissores de dióxido de carbono. Fonte:  Pexels 

De cinza são representados elementos obtidos em regiões envolvidas em conflitos. Uma das principais fontes de carbono atualmente é o petróleo, extraído principalmente na região do oriente médio, que é marcada por diversas guerras.

A atualização da tabela coincidiu com a COP26, conferência internacional sobre as mudanças climáticas promovidas pela ONU, onde mais de 70 países assinaram acordo para eliminar o uso de carvão, outra fonte importante de carbono.

Segundo a Sociedade Europeia de Química, a mudança promovida é um alerta claro para todos os lídere mundiais e responsáveis pelas tomadas de decisão que participaram do evento.

Ao site Phys.org, o professor e coordenador do projeto, David Cole-Hamilton, afirmou que para restaurar o carbono à cor verde original é necessário o manejo responsável do elemento e a redução da dependência por combustíveis fósseis. O pesquisador também destaca que é preciso interromper os conflitos pelo uso desse recurso.

O carbono é fundamental para a manutenção da vida no planeta. O ciclo do carbono está envolvido com o processo de respiração dos seres vivos e da fotossíntese de plantas.

Os níveis de dióxido de carbono na atmosfera, por milênios, foram regulados pelos oceanos. Essa substância está dissolvida nas águas dos mares, que é capaz de equilibrar a liberação desse gás, garantindo a estabilidade do clima. Esse equilíbrio está ameaçado pela queima excessiva de combustíveis fósseis.

Na tabela também é possível ver os elementos que são usados na produção de smartphones (identificados pelo ícone de um pequeno telefone). São mais de 30, incluindo alguns em escassez e obtidos de zonas de conflito.

A primeira versão da tabela havia sido lançada em 2019, por ocasião do Ano Internacional da Tabela Periódica. Foi lançado também o jogo Elemental Escapades! A Periodic Table Adventure que é possível ser baixado de graça (em inglês).